Política / Transparência

Inquérito civil investiga locações ilegais em imóveis feitas pela AGEHAB

Instauração de inquérito foi publicada no Diário Oficial do MPE 

Midiamax Publicado em 22/01/2016, às 13h24

None
mpems.jpg

Instauração de inquérito foi publicada no Diário Oficial do MPE 

O (MPE) Ministério Publico Estadual abriu inquérito civil para apurar possíveis irregularidades da AGEHAB (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul), na locação de casas populares. O edital foi publicado nesta sexta-feira (22) no Diário Oficial do órgão investigador.

De acordo com a publicação, a 30ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social da Comarca de Campo Grande, abriu inquérito civil para “apurar eventuais irregularidades no Programa de Arrendamento Residencial subvencionado pela AGEHAB, e administrado por Casarão Administradora de Condomínios, como a ocorrência de locações e especulações ilegais de imóveis”.

O inquérito foi assinado pelo promotor de justiça Alexandre Pinto Capiberibe Saldanha. 

Jornal Midiamax