Política / Transparência

CPI das Vacinas ouve hoje diretor do Instituto Butantan sobre número de doses

Fala de secretário de Saúde será contestada

Joaquim Padilha Publicado em 29/06/2016, às 14h25

None
vacinah1n1.jpg

Fala de secretário de Saúde será contestada

Nesta quarta-feira (29), a Câmara Municipal de Campo Grande irá receber o Dr. Marcelo de Franco, diretor do Instituto Butantan, e a coordenadora de imunização da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Kátia Mougenot. Eles serão ouvidos na primeira oitiva da CPI das Vacinas, que investiga o suposto desaparecimentos de vacinas contra o vírus H1N1 dos postos da Capital.

Segundo nota da Câmara Municipal, o representante do Instituto Butantan, responsável pela produção das vacinas contra a gripe H1N1, foi convidado para poder esclarecer uma declaração do secretário Municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, que afirmou à imprensa que parte dos frascos que chegaram à Campo Grande tinham oito doses ao invés de dez.

A oitiva está marcada para hoje, às 15h, no Plenário Edroim Reverdito. A Comissão Parlamentar de Inquérito é formada pelos vereadores Alex do PT (presidente), Dr. Lívio (relator), Chiquinho Telles, Vanderlei Cabeludo e Engenheiro Edson.

Dados – Segundo dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a campanha cobriu 91,24% do público alvo, sobrando 32.381 doses de vacina contra a gripe H1N1 com destinação incerta, de um total de 195 mil doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde. Até o momento, Butantan, SES (Secretaria de Estado de Saúde) e Polícia Civil já compartilharam informações com a CPI.

Denúncias – A CPI disponibilizou para a população um canal de denúncias em seu site. Qualquer informação que contribua com as investigações pode ser enviada pelo endereço www.camara.ms.gov.br/denuncias , ou por e-mail para [email protected]

(Sob supervisão de Evelin Araujo)

Jornal Midiamax