Política / Transparência

Verba indenizatória vai bancar ida de deputados estaduais a Cuiabá

Segundo presidente passagens custaram "R$ 300 e poucos"

Jessica Benitez Publicado em 11/08/2015, às 18h51

None
alms_2.jpg

Segundo presidente passagens custaram “R$ 300 e poucos”

Os 15 deputados estaduais sul-mato-grossenses que participarão de sessão na Assembleia Legislativa de Mato Grosso nesta quarta-feira (12) arcarão os custos da viagem com dinheiro da CEAP (Cota do Exercício de Atividade Parlamentar), verba indenizatória de até R$ 32 mil que cada um tem direito mensalmente.  Segundo o presidente do Legislativo, Junior Mochi (PMDB), outros quatro funcionários irão à capital mato-grossense, os gastos ficarão por conta da Casa de Leis. 

Entretanto, segundo assessoria de imprensa da AL/MS, haverá expediente normal amanhã, inclusive com realização de sessão ordinária, caso haja quórum, ou seja, presença de pelo menos seis deputados. 

O evento com a participação das duas casas de leis será em comemoração aos 180 anos de instalação do poder legislativo mato-grossense. Também está prevista a participação do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB). O motivo da sessão conjunta comemorativa é que os dois parlamentos, de MT e MS, eram únicos até 1977, quando houve a divisão dos estados.

“Eu vou e mais alguns deputados que serão homenageados. Também vão alguns que eram deputados à época em que a Assembleia era um só, antes da divisão do Estado”, explicou o dirigente. A chefe do cerimonial e da Assessoria de Comunicação, além de mais dois funcionários da Casa, acompanharão os parlamentares que saem de Campo Grande às 6h da manhã e retornam no final do dia.

“Não vamos precisar de hospedagem e pegaremos os voos todos juntos porque ficou mais barato, 300 e poucos reais”, contou Mochi. Em Cuiabá a programação começa às 8h30, com uma exposição temática referente aos 180 anos, em seguida, será feito o hasteamento os pavilhões: nacional, de Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul.

Às 9 horas, os deputados realizarão uma sessão especial, homenageando tanto os parlamentares do passado, dos dois estados, quanto os da atual legislatura.  Às 17 horas, o músico sul-mato-grossense, Marcelo Loureiro abre a programação cultural dos 180 anos, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros.

Logo em seguida, com direção e roteiro de Luis Carlos Ribeiro será apresentada as artes cênicas: Manoel – Leite e Barro Pantaneiro. Também a partir das 17 horas, serão realizadas diversas apresentações culturais, entre elas, a exposição Manoel de Barros e a Mídia Impressa.

Jornal Midiamax