Política / Transparência

Receita corrente líquida de MS soma R$ 8,27 bilhões nos últimos onze meses

Comparando agosto de 2014 e 2015, aumento chega a 6,6%

Midiamax Publicado em 28/09/2015, às 11h02

None
governadoria_-_la_pequena.jpg

Comparando agosto de 2014 e 2015, aumento chega a 6,6%

A receita corrente líquida do governo de Mato Grosso do Sul cresceu 6,6% em agosto deste ano, comparado com o mesmo mês em 2014. Nos últimos 11 meses, o valor chega a R$ 8,27 bilhões.

Os números constam em resoluções da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) publicadas nesta segunda-feira (28) no Diário Oficial do Estado. Em agosto do ano passado, a receita corrente líquida do Estado somou R$ 639 milhões, frente a R$ 681,4 milhões registrada no mesmo mês em 2015.

Considerando somente a arrecadação, o aumento chega a 9,1%, saltando de R$ 915,4 milhões para R$ 999,2 milhões, ainda comparando agosto de 2014 e 2015. As deduções, na comparação deste mesmo período, cresceram 14,9%, passando de R$ 276,3 milhões para R$ 317,7 milhões.

A receita corrente líquida é a diferença entre a arrecadação de impostos e deduções fixas, incluindo transferências constitucionais e receita para formação do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

O ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é a principal fonte de receita estadual. No mês passado, por exemplo, garantiu R$ 604,7 milhões aos cofres estaduais, chegando a R$ 6,99 bilhões no acumulado de setembro de 2014 a agosto de 2015.

As informações da Sefaz revelam que, de setembro do ano passado a agosto último, a receita corrente líquida do Estado somou R$ 8.277.846.556,66. A arrecadação soma R$ 12 bilhões, frente a R$ 3,7 bilhões em deduções.

Jornal Midiamax