Política / Transparência

Prefeitura pagará R$ 1,5 milhão em unidade básica de saúde

Município também renovou acordo para manutenção de iluminação pública

Midiamax Publicado em 07/08/2015, às 16h52

None
fachada_paco_municipal.jpg

Município também renovou acordo para manutenção de iluminação pública

A construção de uma UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) custará R$ 1,5 milhão aos cofres municipais. É o que traz extrato de contrato publicado nesta sexta-feira (7) no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

Conforme a publicação, o projeto será executado pela GT Serviços e Construções. O contrato é para “construção de UBSF Santa Emília, na Rua Boanerges Lopes com a Rua Santa Bertília, no Bairro São Conrado”, ao custo de R$ 1.507.922,75.

O extrato, datado de 22 de julho, informa que a empresa terá 270 dias, a contar do recebimento da ordem de serviço, para terminar a construção. Assinam o secretário estadual de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Valtemir Alves de Brito, e Orlando Torres da Silva, pela empresa.

Iluminação

Também no Diogrande desta sexta há o extrato do quinto termo aditivo do contrato número 202, de julho de 2012, firmado pela Prefeitura com a EBR Engenharia. O acordo, conforme a publicação, foi prorrogado por mais um ano, até julho de 2016.

Segundo dados da Prefeitura, a atual EBR Engenharia foi contratada em 2012, quando ainda era Empresa Brasileira de Eletrificação Rural, por R$ 2.345.260,00. O serviço é a “manutenção e suporte para atender o sistema de iluminação pública na Região do Segredo, compreendido pelas vias: Av. Euler de Azevedo, Av. Tamandaré, Av. Mascarenhas de Moraes, Av. Cel. Antonino e perímetro urbano”.

Em fevereiro de 2014, o contrato recebeu aditivo de R$ 586,3 mil. A mudança de nome da empresa foi oficializada junto à Prefeitura em dezembro do ano passado.

No dia 17 de julho, a Prefeitura lançou licitações para 14 projetos de manutenção de iluminação pública. No começo desta semana, no entanto, seis certames foram suspensos.

Jornal Midiamax