Política / Transparência

Dnit-MS rescinde contrato de R$ 128 milhões para manutenção da BR-158

Transenge Engenharia faria manutenção até 2018

Evelin Cáceres Publicado em 28/09/2015, às 12h45

None
br-158.jpg

Transenge Engenharia faria manutenção até 2018

O Dnit-MS (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes em Mato Grosso do Sul) rescindiu o contrato de $ 128 milhões com a empresa Transenge Engenharia e Construções para manutenção da BR-158, segundo publicação desta segunda-feira (28) do Diário Oficial da União.

A rodovia era mantida pela empreiteira desde 2012, em um contrato milionário que iria até 2018, do trecho da divisa entre Goiás e Mato Grosso do Sul e São Paulo, passando pelo subtrecho do entroncamento da BR-262 em Três Lagoas, numa extensão de 271,1 quilômetros.

Desde ao ano passado, o Dnit anuncia que a empresa construiria uma rotatória na rodovia BR-158, com acesso à avenida Antônio Trajano e ao Aeroporto Municipal de Três Lagoas Plínio Alarcon, obra não realizada até o momento.

Segundo o MPF (Ministério Público Federal), até 80% dos acidentes no local poderiam ter sido evitados com a instalação da rotatória. Por isso, recomendou em agosto deste ano ao Dnit e À prefeitura da cidade a instalação de rotatória ou dispositivo equivalente.

Aditivo à empresa

Apesar da rescisão deste contrato, o Dnit mantém e ainda aditivou neste mês o contrato de R$ 18 milhões com a mesma empresa para manutenção da BR-060, usando como justificativa o “reequilíbrio econômico-financeiro em decorrência da elevação extraordinária e imprevisível dos custos de aquisição dos materiais betuminosos”.

A publicação não informa qual o valor do aumento do contrato. A Transenge, em consórcio com a Demop Participações, mantém contratos milionários com o Dnit no Estado.

Em 2013, a Demop, de propriedade de Olívio Scamatti esteve sob investigação da Polícia Federal e Procuradoria da República por acusações de comandar fraudes em licitações no interior de São Paulo, esquema batizado de “Máfia do Asfalto”.

Jornal Midiamax