Aviões sucateados fazem falta ao governo, diz Reinaldo sobre investigação

Inquérito apura deterioração de aeronaves cedidas
| 27/07/2015
- 21:43
Aviões sucateados fazem falta ao governo, diz Reinaldo sobre investigação

Inquérito apura deterioração de aeronaves cedidas

O governador de Mato Grosso do Sul, (PSDB), atribuiu a gestões anteriores a deterioração de aeronaves cedidas pela Justiça ao Estado, tema que é alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual). Segundo ele, a maioria dos aviões virou sucata, enquanto a administração estadual paga horas de vôo a empresas.

“Há uma investigação sendo feita. Realmente, aquilo acabou virando uma sucata de aviões”, comentou Reinaldo, ao falar com jornalistas após agenda pública com a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, Nilma Lino Gomes, em Campo Grande, nesta segunda-feira (27).

O MPE (Ministério Público Estadual) abriu inquérito para “apurar eventual ato de improbidade administrativa praticado, em tese, pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, devido à suposta deterioração das aeronaves cedidas pela Justiça, por falta de reparos e trocas de peças pela administração”.

“Posso dizer que desde que assumimos não pegamos nenhum avião. Inclusive, estamos precisando, porque o governo está pagando horas de vôo”, disse Reinaldo, que assumiu o governo em janeiro deste ano, sucedendo André Puccinelli (PMDB), governador por dois mandatos (2007-2014). O governador também defendeu que o sucateamento das aeronaves seja apurado, com punição a eventuais responsáveis.

Veja também

No entanto, a Sanesul deverá se atentar para condições do Tribunal

Últimas notícias