'Lacrolândia' atrás de votos irrita políticos experientes e deve lotar comissão de ética

Parlamentares mais experientes querem frear excessos para casa não virar 'lacrolândia' em MS
| 25/05/2022
- 09:05
Parlamentares querem frear 'lacrolândia' com conselho de ética (Reprodução, Web)
Parlamentares querem frear 'lacrolândia' com conselho de ética (Reprodução, Web)

Lacrolândia é como os parlamentares mais experientes estão chamando as manobras óbvias dos colegas mais novos desesperados por visibilidade nas redes sociais. Assim, os excessos atrás dos 'lacres' devem começar a render trabalho para comissão de ética em Mato Grosso do Sul.

Após episódios recentes que tiveram de discursos enraivecidos até teatralização do voto, legisladores já avisaram que vão segurar a 'farra'.

"Está na hora de impor limites e cobrar respeito, mais postura. Se não agir agora, vamos terminar essa legislatura com uma verdadeira lacrolândia na ", reclama político.

Segundo ele, a maioria dos colegas está cansada do que chama de "showzinhos para encher o reels de quem não tem mais nada a dizer".

A política do lacre, que ganhou força junto com a migração de manifestações político-partidárias para as redes sociais, é recurso usado sem moderação por políticos de todos os lados e grupos.

Lacrolândia: casa dos políticos que sonham virar meme

Lacrar é, em síntese, resumir numa frase ou gesto uma ideia que mobiliza grupos na internet. O sonho de consumo de um lacrador é virar .

Originalmente, um meme é um conceito repetido por imitação e transmitido entre pessoas de um mesmo grupo, ou gerações.

Com o surgimento das redes sociais, passamos a chamar de memes conteúdos que se espalham rapidamente, ou viralizam, geralmente usando imagens, informações ou ideias de forma humorística ou sensacionalista.

Assim, as pautas que despertam mais engajamento, geralmente as mais polêmicas, se tornam foco dos 'lacres'.

Nada além do lacre

Só que, em Mato Grosso do Sul, a prática tem irritado parlamentares mais experientes. "Se a gente deixar correr solto, perder o controle, vamos virar um circo, com gente dançando e gritando para chamar a atenção. Isso aqui já está virando uma 'lacrolândia'", reclama legislador.

De acordo com ele, a situação não é novidade, mas foi apenas 'repaginada' com a internet.

"Sempre tivemos gente que tenta aparecer de todos os jeitos possíveis na tribuna. O que mudou é que, com a internet, tem alguns políticos que não fazem nada além de lacrar. Não têm nada a dizer além de repetir frases de efeito e até dancinhas", conclui.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Veja também

Colegas acham que medo de que pisada de bola respingue até em relações comerciais de parentes irritou chefe

Últimas notícias