Política / Pimenta

Uso eleitoral das instituições em Mato Grosso do Sul deve enfrentar prova de fogo até as eleições de 2022

Disputas internas deixam órgãos de Mato Grosso do Sul expostos para 'segurar' ou 'apressar' as coisas de olho no uso eleitoral

Da Redação Publicado em 22/09/2021, às 09h12

Principais instituições estão sob forte pressão com divisões internas que deixam todos os grupos na mira dos colegas
Principais instituições estão sob forte pressão com divisões internas que deixam todos os grupos na mira dos colegas - (Ilustração sobre reprodução, Web)

O uso eleitoral das instituições em Mato Grosso do Sul deve conviver com cenário diferente até as eleições de 2022, segundo análise de gente que está em posição de comando e seus opositores. Apesar da aparente hegemonia, principais órgãos estariam em momento de mobilização em busca da redistribuição de poder, com grupos internos prontos para 'dar o bote' em eventual deslize dos rivais.

Assim, tradicional temporada das operações midiáticas pode virar motivo de dor de cabeça e exposição tanto para quem tenta 'acelerar', como para quem tenta 'segurar' o andamento natural de procedimentos e decisões.

E as evidências de que nem tudo está 'sob controle' devem começar a aparecer em breve nas notícias sul-mato-grossenses. Inclusive, pegando alvos que supostamente juram estar sob manto de blindagem.

Para surpresa de uns, e decepção de outros, muitas gavetas abarrotadas devem ser abertas na base de decisões superiores provocadas por quem não quer entrar no jogo para atender a senhores de terceiros. Na atual conjuntura política que vive o Brasil, servidores, principalmente nas carreiras de estado, estão cada vez mais cautelosos com os papéis onde colocam o nome.

Dessa forma, se depender do prognóstico de alguns, jogo eleitoral em Mato Grosso do Sul pode ficar mais emocionante, com algumas jogadas totalmente aleatórias bagunçando o tabuleiro nos próximos 5 meses.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax