Política / Pimenta

Licitação em Mato Grosso do Sul usa 'saldo' de verba para supostamente pagar produto que já funciona

Edital teria detalhamentos descarados para 'azular' o resultado e emplacar CNPJ já conhecido no meio

Da Redação Publicado em 02/09/2021, às 08h30

Na cara dos contribuintes, licitação em Mato Grosso do Sul estaria comprando serviço que já funciona
Na cara dos contribuintes, licitação em Mato Grosso do Sul estaria comprando serviço que já funciona - (Ilustração sobre reprodução, Web)

Licitação em Mato Grosso do Sul estaria descaradamente usando 'restinho' de verba para comprar serviço que já existe e funciona. Denúncia muito bem fundamentada entregou o jogo e detalhou até beneficiários.

Após rodar gabinetes que, ao invés de investigar, teriam chamado os operadores para alertar, a papelada acabou nas mãos de galera que está a fim de expor posturas regionais altamente questionáveis quando o assunto é combate à corrupção.

Como acontece bem na cara de contribuinte, justamente quando o cidadão está em situação vulnerável e mais precisa de amparo, audácia da empreitada tem chamado atenção fora de Campo Grande.

Além disso, como denúncia já chegou detalhando como órgãos de controle acabaram vazando as suspeitas antes de investigar, deve alcançar até conselho nacional para engrossar lista de vexames sul-mato-grossenses.  

O pior, no entanto, é que valores milionários estão destinados para bancar produto que já foi desenvolvido e sistema simples que custa aproximadamente 5 mil reais nos sites de venda online.

Licitação em Mato Grosso do Sul, vencedor na zona oeste...

De acordo com o calhamaço de informações, edital foi minuciosamente detalhado para 'azular' o resultado. Assim, CNPJ já conhecido da galera será vencedor porque tem, por exemplo, acesso a banco de dados local altamente defasado.

Com os supostos preparativos do certame, a licitação em Mato Grosso do Sul já seria comemorada na Zona Oeste da Região Metropolitana de São Paulo.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax