Política / Pimenta

Chefe celebra 2% de 7 milhões de motivos como 'plataforma' da alegria e revolta gabinete em Campo Grande

Nem a negociação de equipamento para salvar vidas teria escapado da mordida, para revolta de colegas do picareta

Da Redação Publicado em 15/09/2021, às 10h25

Segundo colegas, picareta que deixou o ombro brilhante na base da bajulação está nadando de braçada
Segundo colegas, picareta que deixou o ombro brilhante na base da bajulação está nadando de braçada - (Ilustração sobre reprodução, Web)

A 'plataforma' para alegria muda a cada pessoa. Picareta içado a cargo mais importante em instituição cheia de prestígio, por exemplo, estaria felizão com supostos 2% de 7 milhões de motivos. De tão feliz, e confiante na impunidade, teria revoltado até colegas ao comemorar descaradamente logo após reunião no próprio gabinete.

Como nem português fala corretamente, o sujeito teria precisado de intérprete para o acordo. E testemunhas para a desfaçatez não faltam.

Segundo os relatos, picaretagem fala mais forte e o empolgado deixa escapar supostos esquemas que implicariam todos em prevaricação só por continuarem calados e coniventes.

Ao comemorar o suce$$o da negociação, dizem que sujeito parecia ladrãozinho de quinta comemorando furto de pequenos objetos, como CDs, comumente praticados em lojas de departamento famosas em Campo Grande...

Escândalo do tamanho de um brontossauro

No entanto, os mais experientes, que já viveram outras situações de politicagem definindo os rumos da instituição, sabem que blindagem nenhuma dura para sempre. Assim, já estariam preparando medida certeira que deve expor não só o picareta, como também quem o acoberta por medo dos poderosos da vez.

Segundo colegas que assistiram à meteórica ascensão do picareta, o flagrante que se desenrola tem potencial para virar escândalo do tamanho de um brontossauro. Além da farta documentação, gravações do próprio sujeito se entregando engordam lista de indícios.

Por fim, uso de dinheiro com fonte de fora deve driblar a já conhecida blindagem fornecida por capachos regionais.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax