Política / Pimenta

Antigo acordo de colaboração pode surpreender corruptos em Mato Grosso do Sul

Alvos se preocupam com novos candidatos à delação enquanto antigo colaborador pode colocar fogo no circo

Da Redação Publicado em 02/08/2021, às 09h10

Acordo de colaboração poderia detonar alvos atualmente blindados regionalmente
Acordo de colaboração poderia detonar alvos atualmente blindados regionalmente - (Ilustração sobre reprodução, Web)

Novos candidatos à delação provocam correria e ligações ameaçadoras por parte de grupos corruptos em Mato Grosso do Sul. No entanto, informações capazes de colocar fogo no cenário regional de combate à corrupção em MS podem sair de antigo colaborador.

Quem acompanha as tratativas garante que o golpe vai pegar todo mundo de surpresa.

Como precisam recorrer a prestadores internacionais de serviços que viabilizam usufruir da fortuna desviada, os alvos teriam laços em comum no mercado latino-americano de lavagem de dinheiro...

Além disso, teor das revelações que seriam adicionadas aos termos de acordo é suficiente para romper suposta blindagem regional que atenderia operadores de esquemas descaradamente ilegais.

Corruptos em Mato Grosso do Sul não têm bandeira partidária

Uma das constatações sedimentadas entre operadores de serviços de inteligência é de que os corruptos em Mato Grosso do Sul não se unem por afinidade partidária ou ideológica. Pelo contrário, operam de acordo com os ventos eleitorais, tudo 'junto e misturado' conforme a necessidade.

Como está difícil fazer os mecanismos de controle pegarem alvos na operação e captação ilegal dos recursos, esperança seria de pegar na reintegração do dinheiro, usado para enriquecer gerações de gente que nunca trabalhou e perpetuar grupos no poder com acordos eleitorais, compra de voto, de legendas, candidaturas...

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax