Política / Justiça

Candidato de MS inclui ‘videocassete quitado’ entre bens declarados à Justiça

O candidato a deputado federal sul-mato-grossense Wilson Sami Saauma Ibrahim (PMDB) ganhou destaque na imprensa nacional por incluir na declaração de bens ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) um ‘vídeo cassete quitado’. O equipamento, obsoleto em tempos de dvd, blu-ray e Netflix, foi listado com o valor de R$ 832,76. Wilson Sami não sabia até a tarde desta segunda-feira […]

Arquivo Publicado em 16/09/2014, às 11h54

None
1541748728.jpg

O candidato a deputado federal sul-mato-grossense Wilson Sami Saauma Ibrahim (PMDB) ganhou destaque na imprensa nacional por incluir na declaração de bens ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) um ‘vídeo cassete quitado’. O equipamento, obsoleto em tempos de dvd, blu-ray e Netflix, foi listado com o valor de R$ 832,76.

Wilson Sami não sabia até a tarde desta segunda-feira (15) que causou repercussão com a declaração de bens. “É um absurdo divulgarem isso. Acho estranho, com tanta coisa mais séria acontecendo”, reclamou.

Sobre o videocassete que fez o nome dele ser destaque nacional, o candidato disse que foi uma declaração como outra qualquer e explicou que o aparelho é utilizado no consultório dele. “Sou médico ginecologista há 34 anos. Declarei tudo e isso inclui o que tenho no consultório. Declarei meu aparelho de ultrassonografia, bisturi e muitas outras coisas. As pessoas precisam saber o que temos”, afirmou.

Quanto à repercussão, o candidato, que a princípio se mostrou descontente com a notícia, lembrou que há vantagens em ter o nome divulgado. “Pelo menos quem não sabia que estou disputandos as eleições, agora sabe. Quanto mais falarem de mim, melhor”, destacou.

Conforme o que foi declarado à Justiça, o viodeocassete quitado que virou polêmica custou R$ 832,76. Ao todo, a declaração de bens do candidato chegou a R$ 590.023,80.

Jornal Midiamax