Com localização na área central, privilegiada pelo fácil acesso e com estacionamento próprio, o prédio do Shopping 26 de Agosto, com decreto de desapropriação do Governo do Estado publicado nesta segunda-feira (16) será vendido ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul por R$ 38 milhões.

A compra deverá ser feita para atender juizados cíveis e criminais, a Escola do Judiciário do Estado, o Núcleo de Soluções de Conflitos, o Centro Integrado de Infância e Juventude e a Central de Processamento Eletrônico.

Segundo a assessoria do TJMS, a avaliação do local foi feita pela Secretaria de Obras do Estado, pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, por peritos particulares, e pelo Crea, que chegaram ao valor de R$ 38 milhões.

O proprietário do local havia anunciado a venda do imóvel por R$ 50 milhões. Não há previsão para a mudança de endereço, já que não se sabe quanto tempo pode durar a desapropriação. Também serão necessários reparos pequenos no prédio para a divisão de espaço para os atendimentos.

O Shopping 26 de Agosto, em Campo Grande, teve a área declarada de utilidade pública nesta segunda-feira (16) pelo Decreto “E” n° 32 e será desapropriado.

O Tribunal de Justiça do Estado está autorizado a promover a desapropriação em nome do Estado ou mediante convênio com a Procuradoria-Geral. O Estado de Mato Grosso do Sul também poderá invocar caráter de urgência na desapropriação.