Política / Justiça

Justiça bloqueia bens e Juti terá que pagar tratamento de R$ 24,7 mil a aposentado

A Justiça bloqueou os bens da Prefeitura de Juti como forma de obrigá-la a pagar tratamento no valor de R$ 24,7 mil a um aposentado de 85 anos, que sofre de doença degenerativa e limitações visuais. O município foi condenado a comprar o medicamento, no entanto, descumpriu a decisão da juíza Jeane de Souza Barboza […]

Arquivo Publicado em 26/01/2013, às 19h51

None

A Justiça bloqueou os bens da Prefeitura de Juti como forma de obrigá-la a pagar tratamento no valor de R$ 24,7 mil a um aposentado de 85 anos, que sofre de doença degenerativa e limitações visuais. O município foi condenado a comprar o medicamento, no entanto, descumpriu a decisão da juíza Jeane de Souza Barboza Ximenes Escobar.

De acordo com o defensor público de Caarapó, que atende o caso, Rodrigo Zoccal Rosa, em outubro do ano passado a Justiça determinou a compra de seis ampolas do medicamento Lucentis para que o aposentado fizesse o tratamento recomendado pelo médico. A decisão, porém, não foi cumprida.

O defensor então solicitou o bloqueio do valor equivalente ao das ampolas, tendo em vista que cada uma custa R$ 4.123. O pedido foi acatado pela Justiça em dezembro de 2012 e, o próximo passo agora será a determinação para que o dinheiro seja destinado a compra do remédio.

“O município alegou dificuldade em adquirir o produto porque essa transação teria que ser feita por um representante comercial, mas agora, com o bloqueio dos bens, ele terá que comprar o medicamento o mais rápido possível”, explicou o defensor Rodrigo.

Jornal Midiamax