Política / Justiça

Gloria Perez deve tentar barrar na Justiça paródia do Pânico na Band

Estimulada por amigos e desafetos dos humoristas, a novelista Gloria Perez deve entrar com uma ação pedindo o fim da paródia que o “Pânico na Band” tem feito sobre ela aos domingos. No quadro, intitulado “Save George”, a novelista é interpretada pelo humorista Carioca como uma narcisa que não para de fumar e está sempre […]

Arquivo Publicado em 11/12/2012, às 19h13

None

Estimulada por amigos e desafetos dos humoristas, a novelista Gloria Perez deve entrar com uma ação pedindo o fim da paródia que o “Pânico na Band” tem feito sobre ela aos domingos. No quadro, intitulado “Save George”, a novelista é interpretada pelo humorista Carioca como uma narcisa que não para de fumar e está sempre acompanhada de uma garrafa de álcool.



Segundo o programa Ooops! apurou, a princípio Perez não se incomodou com a paródia, que começou no mês passado, praticamente junto com a trama das 21h na Globo. Pelo contrário, ela até gostou. No entanto, nas semanas seguintes ela passou a ser alertada por amigos que o quadro a estava relatando, na verdade, não só como uma pessoa megalomaníaca como também como um personagem que dá péssimo exemplo, pois não para de fumar e tem sempre uma garrafa de bebida destilada ao lado de seu computador.



Um dos “estímulos” para Gloria entrar com um pedido de liminar contra o quadro teria sido a vitória judicial de outro novelista da Globo, Walcyr Carrasco. Ele obteve na Justiça a suspensão da paródia que o “Pânico” fazia sobre ele, além de obter garantia de uma multa de R$ 50 mil caso um dos integrantes do humorístico da Band se aproxime dele. Na brincadeira, ele era chamado de “Walcyr Churrasco”.



“O que o ‘Pânico’ fez me prejudicou moralmente, e isso é o mais importante. Foi um ataque como nunca recebi na vida”, afirmou o escritor e novelista à revista “Época” em julho último.


Jornal Midiamax