Política / Justiça

Começa audiência com ministro da Justiça sobre operações da PF

Começou há pouco a reunião conjunta de duas comissões da Câmara para ouvir o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, sobre a crise da segurança pública em São Paulo e sobre as operações Porto Seguro e Durkheim da Polícia Federal (PF). A Operação Porto Seguro foi deflagrada em 23 de novembro e investiga um esquema […]

Arquivo Publicado em 04/12/2012, às 15h13

None

Começou há pouco a reunião conjunta de duas comissões da Câmara para ouvir o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, sobre a crise da segurança pública em São Paulo e sobre as operações Porto Seguro e Durkheim da Polícia Federal (PF).


A Operação Porto Seguro foi deflagrada em 23 de novembro e investiga um esquema de corrupção que envolve a compra de pareceres técnicos de órgãos oficiais para atender interesses de empresas.


Em 2011, durante as investigações, o ex-auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Cyonil Borges disse à PF ter recebido uma oferta de R$ 300 mil para emitir pareceres favoráveis a uma empresa. A operação já indiciou 18 suspeitos.


Já a Operação Durkheim foi iniciada no dia 26 de novembro. A PF indiciou 57 pessoas e prendeu 27 acusadas de violar sigilos fiscal, telefônico e bancário de diversas pessoas.


Também participam da reunião, na Câmara, o diretor-geral da Polícia Federal, delegado Leandro Daiello Coimbra, e o superintendente regional da PF em São Paulo, delegado Roberto Ciciliati Troncon Filho.


A audiência conjunta está sendo realizada pelas comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; e de Fiscalização Financeira e Controle. O debate foi proposto pelos deputados Efraim Filho (DEM-PB), Edson Santos (PT-RJ) e Mendonça Filho (DEM-PE).

Jornal Midiamax