Política / Justiça

Com o fim do Megaupload, hackers atacam Departamento de Justiça e Universal Music

O grupo hacker Anonnymous resolveu contra-atacar depois que o site Megaupload, o maior do seguimento de compartilhamento de arquivos online, foi fechado e seu fundador, Kim Dotcom, foi preso na Nova Zelândia. Os primeiros alvos dos ciberativistas foram os sites do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a gravadora Universal Music. Por meio de […]

Arquivo Publicado em 22/01/2012, às 10h38

None

O grupo hacker Anonnymous resolveu contra-atacar depois que o site Megaupload, o maior do seguimento de compartilhamento de arquivos online, foi fechado e seu fundador, Kim Dotcom, foi preso na Nova Zelândia.


Os primeiros alvos dos ciberativistas foram os sites do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a gravadora Universal Music. Por meio de uma conta no microblog Twitter (@AnonOps), o grupo afirmou ter derrubado os dois sites e disse lutar pela “liberdade da internet”.


O grupo já protagonizou diversos ataques a instituições governamentais e grandes empresas de diversos países, como meio de protesto ou alerta sobre a falta de segurança das informações particulares dos internautas.


Os Estados Unidos vivem um intenso debate por conta de duas leis, a Stop Online Piracy Act (SOPA) e Protect IP Act (PIPA), que prometem tornar mais rigoroso o combate à pirataria na Internet e podem até responsabilizar os fundadores e executivos das empresas que mantiverem arquivos ilegais em seus sistemas.


Diversos portais, como Google e a Wikipedia em inglês, fizeram protestos contra as medidas.

Jornal Midiamax