Política / Justiça

Ayres Britto prorroga em 10 dias prazo para TJ-MS publicar rendimentos

O presidente do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Ayres Britto, concedeu na noite de sexta-feira (20), mais 10 dias de prazo para que o TJ-MS (Tribunal de Justiça do Estado) divulgue os rendimentos de magistrados e servidores da Corte. Além de Mato Grosso do Sul, os Tribunais de […]

Arquivo Publicado em 21/07/2012, às 18h46

None

O presidente do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Ayres Britto, concedeu na noite de sexta-feira (20), mais 10 dias de prazo para que o TJ-MS (Tribunal de Justiça do Estado) divulgue os rendimentos de magistrados e servidores da Corte. Além de Mato Grosso do Sul, os Tribunais de Justiça de Goiás, Santa Catarina, Minas Gerais e Paraná também terão prazos estendidos.

De acordo com a decisão do ministro, os cinco tribunais alegram dificuldades técnicas para colocar as informações nos sites na internet, até a meia-noite de sexta, como foi determinado por resoluções do CNJ. Com isso, os pedidos foram devidamente justificados, no entendimento de Ayres Britto.

Com isso ficou decidido que o TJ-MS tem mais 10 dias de prazo, enquanto o TJ-GO e o TJ-SC tem mais 30 dias. O TJ-PR pediu mais 20 dias e o TJ-MG – que já havia conseguido uma prorrogação anterior – conseguiu mais 15 dias de adiamento.

Jornal Midiamax