Na tarde desta sexta-feira (25), Policiais Militares Ambientais de Corumbá (MS), prenderam um homem de 32 anos por pescar em período de piracema.

O homem estava pescando nas imediações do porto geral e em uma sacola de plástico foi encontrado material para pesca e um peixe da espécie dourado, com tamanho inferior ao permitido.

Os policiais averiguaram que consta contra o homem um mandado de prisão por furto, expedida pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Corumbá.

O autor recebeu multa no valor de R$720, por prática de pesca predatória, foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, onde registrou o flagrante por pesca durante a piracema e captura de peixe fora da medida permitida.

Alerta

Tem sido comum os habitantes de Corumbá e de outras cidades às margens de rios praticarem pesca de barranco, porém, A PMA continua a informar que a única pesca permitida neste período na bacia do Rio Paraguai e nos rios de domínio do Estado de Mato Grosso do Sul, na Bacia do Paraná é a pesca de subsistência.

Subsistência é manutenção da vida. Então, quem pode pescar é o ribeirinho que precisa da proteína do peixe para manutenção de sua vida. Ele pode capturar 03 kg, ou um exemplar, respeitando as medidas permitidas, porém, não pode comercializar em hipótese alguma. Portanto, a população das cidades lindeiras, bem como pessoas que vão passar o final de semana em ranchos às margens dos rios, não podem pescar de forma alguma.

Nos Lagoas das Usinas do Rio Paraná, pode haver a captura de 10 kg mais 01 exemplar de peixes exóticos e não nativos da bacia, tais como: tucunaré, corvina, tilápia, bagre africano, porquinho e outros.