Política / Justiça

Justiça conclui digitalização das 20 mil páginas do processo da Operação Uragano

A justiça da Comarca de Dourados acaba de digitalizar todo o processo da Operação Uragano que já conta com cerca de vinte mil páginas. A informação foi prestada pelo juiz José Carlos Coelho de Paula e Souza, titular da segunda vara civil que assumiu na ultima sexta-feira o processo da Uragano de forma provisória até […]

Arquivo Publicado em 04/04/2011, às 19h41

None

A justiça da Comarca de Dourados acaba de digitalizar todo o processo da Operação Uragano que já conta com cerca de vinte mil páginas.

A informação foi prestada pelo juiz José Carlos Coelho de Paula e Souza, titular da segunda vara civil que assumiu na ultima sexta-feira o processo da Uragano de forma provisória até que seja nomeado um novo juiz para o caso.

José Carlos afirmou que com a digitalização fica mais fácil o trabalho da justiça que poderá concluir o processo num tempo menor e com maior rapidez.

A Operação Uragano foi deflagrada pela Polícia Federal em primeiro de setembro do ano passado e mandou para a cadeia o prefeito Ari Artuzi, o vice-prefeito Carlinhos Cantor, nove vereadores, empresários, funcionários públicos e secretários municipais.

Os presos estavam envolvidos em crimes de corrupção, fraude em licitações principalmente na área de saúde. Artuzi e Cantor renunciaram aos cargos depois de passarem quase cem dias na cadeia. O presidente da Câmara Sidlei Alves também renunciou. Quatro vereadores renunciaram e quatro foram cassados pela Câmara Municipal.

O juiz disse que o processo conta com 69 réus e é grande o número de recursos que acabam retardando um desfecho final para o caso.

Jornal Midiamax