Política / Justiça

Justiça mineira determina 45 dias de internação para primo de Bruno

A Justiça de Minas Gerais decretou 45 dias de detenção para o primo do ex-goleiro do Flamengo, Bruno, um adolescente de 17 anos que causou uma reviravolta no caso ao confessar participação do sequestro e morte de Eliza Samudio. De acordo com o Tribunal de Justiça, a partir de agora, o juiz tem 45 dias […]

Arquivo Publicado em 14/07/2010, às 01h03

None

A Justiça de Minas Gerais decretou 45 dias de detenção para o primo do ex-goleiro do Flamengo, Bruno, um adolescente de 17 anos que causou uma reviravolta no caso ao confessar participação do sequestro e morte de Eliza Samudio.

De acordo com o Tribunal de Justiça, a partir de agora, o juiz tem 45 dias para marcar uma audiência de instrução e julgamento e, em seguida dar a senteça para o menor.

Nesta terça-feira (13), o adolescente prestou depoimento de quase quatro horas no Juizado da Infância e Juventude de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG).

Ele vai passar a noite no Centro de Internação Provisório no bairro Orto, zona leste de Belo Horizonte (MG), segundo a assessoria de imprensa do TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais).

Nesta tarde, o menor conversou com o promotor Leonardo Barreto e com um assistente social. Pouco antes das 19h, ele conversava com Ana Maria dos Santos, chefe da Delegacia de Homicídio de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG). Nas próximas horas, o rapaz ainda deve conversar com o juiz Elias Chabil Abdul.

A transferência do adolescente para Belo Horizonte foi autorizada pela Justiça nesta segunda-feira (12). Ele foi transferido no final da manhã desta terça do CTR (Centro de Triagem e Recolhimento), na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para Minas Gerais, a pedido da polícia. O jovem deve ser confrontado com outros suspeitos do envolvimento no caso Eliza.

Não há prazo para o adolescente voltar para o Rio de Janeiro. Segundo Ana Maria, a família já mencionou ter desejo de que o garoto fosse para a capital mineira. De acordo com ela, o adolescente nasceu em MG e ele ainda possui parentes na capital mineira.

O menor causou uma reviravolta nas investigações após afirmar que Bruno e outros amigos teriam sequestrado, assassinado e esquartejado a ex-amante do goleiro. A polícia localizou o adolescente em uma das casas de Bruno.

Jornal Midiamax