[ BASTIDORES ] Quem não fala não é ouvido

| 27/04/2022
- 06:00
bastidores

Quem não fala não é ouvido

Mesmo filiado ao mesmo partido, político que tenta a reeleição este ano não poupou críticas ao correligionário na tentativa de provocar uma reação.

"Situação deprimente"

O político não poupou críticas à gestão do colega de legenda e disse que a cidade está em "situação deprimente". Ele ainda falou que, mesmo com a ajuda do governo estadual, é preciso atuação forte da administração municipal.

Provocar reação

Postulante à reeleição, disse ainda que os ‘desabafos’ eram para tentar provocar uma reação no correligionário. “Uma administração fria, incompetente e distante da população. Em 16 meses de mandato, vimos perseguição aos servidores e falta de diálogo com a classe política. Que o nosso desabafo faça o prefeito reagir”.

Lembranças

Fora da Prefeitura de Campo Grande desde começo do mês, (PSD) tem baseado seus discursos sobre seu tempo de gestão como prefeito e nas ações de pré-campanha ao Governo do Estado. Na reunião com os líderes comunitários das sete regiões de Campo Grande, o prefeito tem rememorado seus tempos de gestor da Capital, quase sempre acompanhado pelo correligionário e presidente da Câmera, Vereador Carlão (PSB).

Um abraço para geral

Falando no presidente da Câmara, Carlão mandou abraço para o ex-governador André Puccinelli (MDB), quando um vereador do partido mencionou as andanças dele pelo Estado. O dirigente aproveitou para mandar a mesma saudação para Rose Modesto (União Brasil), Marquinhos Trad (PSD), Eduardo Riedel (PSDB).

É sobre isso

Segundo Carlão, democracia é isso: pluralidade de candidaturas. Os nomes citados são alguns dos pré-candidatos ao Governo de Mato Grosso do Sul nas eleições de 2022. Para ele, qualquer um que ganhar fará um bom trabalho. Apesar do posicionamento, o presidente já disse que estará ao lado de Marquinhos.

Rixa lá fora

O vereador Professor Juari (PSDB) publicou o registro de uma reunião com a vereadora Camila Jara (PT), no qual colocaram em pauta a discussão do Projeto de Lei do auxílio-alimentação. Independente de serem opositores políticos, ambos seguem como pré-candidatos a deputados — estadual e federal, respectivamente — e também traçam estratégias para almejar o cargo disputado.

4 versões

Para ganhar engajamento, os políticos do MS estão aderindo cada vez mais às trends, uma delas é a famosa "quatro versões de você". O vereador Junior Coringa (PSD) não se contentou em deixar o conteúdo apenas no story e publicou no feed suas quatro versões, como pai, esposo, parlamentar e a mais nova: pré-candidato a deputado federal.

Protesto

Coringa também convocou manifestação com entrega de documento à Energisa, da Avenida Calógeras, na quarta-feira (27), para registrar reclamações quanto aos reajustes que devem impactar a conta de energia elétrica.

Climão

A aprovou moção de congratulação a Alelis Izabel de Oliveira Gomes, secretária municipal de Educação, por agora integrar a diretoria provisória do PDT em Mato Grosso do Sul. No entanto, o vereador Marcos Tabosa, do mesmo partido, foi contrário e fez questão de falar ao microfone sobre o assunto.

Veja também

Bolsonaro em MS Após vários anúncios frustrados, o presidente Jair Bolsonaro (PL) cumpre agenda em...

Últimas notícias