Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Providência divina

Da Redação Publicado em 20/05/2021, às 06h30

None

Divino

Entidade religiosa tem sido a saída buscada por figurão da classe política que aguarda por jugalmento em instância federal. Além de reza de terços, até campanhas de orações têm sido mobilizadas para que tudo saia conforme o esperado.

Grades

Prisão de ex-prefeito de Campo Grande ainda repercute em parte da família. Mesmo após separação, ex-mulher, dizem os mais chegados, se emocionou ao saber que o ex-companheiro foi para trás das grades. Resta saber se a emoção foi causada por tristeza ou felicidade. 

Adiamentos...

Mais uma vez adiado, julgamento que podem mudar os rumos do comando de Mato Grosso do Sul começa a ser assunto de corredores no Parque dos Poderes.

Não foi, de novo

Ausência de relator da ação, mais uma vez, é tida como mais que sorte, providência divina, para que o réu não tenha seu destino decidido de uma vez. É esperar para ver. 

Vacinado

O presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa (PSDB), comemorou nas redes sociais a aplicação da segunda dose da vacina contra Covid-19. Aos 63 anos, ele recebeu o imunizante não especificado no drive-thru de uma entidade empresarial.

Fake news

A bancada bolsonarista no Congresso Nacional tem distorcido a discussão sobre um projeto de lei que autorizaria o uso medicinal da maconha. A ideia é permitir que o THC, princípio ativo da planta, seja usado no tratamento de algumas doenças. Hoje, algumas famílias têm autorização do STF (Supremo Tribunal Federal) para isso.

Liberou geral, só que não

O deputado federal Luiz Ovando (PSL-MS) é um dos que adotaram o discurso de que a proposta autorizaria o uso recreativo da droga, que nem sequer entrou no debate. "A oposição está pressionando para aprovar a liberação da maconha, não podemos permitir que tal fato aconteça", publicou no Facebook.

Jornal Midiamax