Política / Bastidores

BASTIDORES: para prefeito, prédio abandonado há décadas pode virar ‘pedra preciosa’

Ouro Para o prefeito Marquinhos Trad, a conclusão do Centro de Belas Artes, obra parada há décadas em Campo Grande, é um sonho até o fim do mandato, que acaba em 2020. A esperança do prefeito é que com o reinício de pelo menos parte das obras, a iniciativa privada se interesse em parceria na […]

Éser Cáceres Publicado em 04/06/2018, às 07h13 - Atualizado às 12h23

None

Ouro

Para o prefeito Marquinhos Trad, a conclusão do Centro de Belas Artes, obra parada há décadas em Campo Grande, é um sonho até o fim do mandato, que acaba em 2020. A esperança do prefeito é que com o reinício de pelo menos parte das obras, a iniciativa privada se interesse em parceria na obra. “Quando a gente retomar vira ouro”, disse ele.

Esclareceu

Assessoria do ministro Carlo Marun fez bastante propaganda sobre a coletiva que ele concedeu à imprensa antes de reunião com representantes da Caixa Econômica Federal e da prefeitura de Campo Grande. No convite, ficou bem claro que a entrevista seria ‘esclarecedora’.

Será?

E de fato o ministro, como de praxe, respondeu a várias perguntas dos jornalistas. Ele chegou até a contestar informação de um repórter sobre saída de Pedro Parente da Petrobras, na pergunta, o jornalista afirmava que o ex-presidente teria falado sobre incômodo de interferência do Governo na estatal. Marun disse não acreditar que o ex-presidente tenha dito isso.

Na espera

O pedido de liberdade do ex-secretário de Obras do Estado, Edson Giroto, assim como do empreiteiro João Amorim e dois ex-servidores estaduais segue nas mãos do relator do processo no STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Alexandre de Moraes.

Há alguns dias

A análise e julgamento do pedido de soltura está concluso para o relator desde o dia 21 de maio. Enquanto isso, todos seguem detidos no Centro de Triagem de Campo Grande.

Ops!

Se tem uma coisa que irrita chefão de um dos três poderes no Estado é subordinado convocar imprensa para ato oficial que até então seria restrito para quem manda e desmanda. Chefe de assessoria cometeu gafe ao disparar convite de entrevista e evento para imprensa quando na verdade o ato era privado. Sobrou chateação para os repórteres impedidos de falar com os entrevistados.

Ouro

Para o prefeito Marquinhos Trad, a conclusão do Centro de Belas Artes, obra parada há décadas em Campo Grande, é um sonho até o fim do mandato, que acaba em 2020. A esperança do prefeito é que com o reinício de pelo menos parte das obras, a iniciativa privada se interesse em parceria na obra. “Quando a gente retomar vira ouro”, disse ele.

Acalmou

Candidato ao Senado que aparecia em todo canto praticamente todo dia em busca de holofotes acalmou. Pelo que se fala por aí, entrevistas cotidianas sobre escolha do nome dele pelo partido antes mesmo de uma definição oficial teriam irritado a cúpula da legenda. Pelo sim, pelo não, acalmou.

Todas as fichas

Defesa de ex-secretário estadual apelou para o que pode na tentativa de extinguir ação de improbidade administrativa. Em uma última cartada, advogados usaram estratégia jurídica curiosa. Apresentaram recurso conhecido como ‘embargos de declaração’ contra despacho de juiz de primeiro grau. Ao negar o pedido, o próprio magistrado afirmou que o recurso não se aplicava naquele caso.

E o Aquário?

Enquanto pedido do Estado para contratar empreiteira sem licitação tramita no Poder Judiciário, a obra milionária segue sendo consumida pelo descaso. Mesmo com o pedido do Governo, negado tanto em primeira quanto em segunda instância, não tendo chances na Justiça, o poder público parece não ter outra estratégia para retomar e concluir o tão sonhado Aquário do Pantanal.

Estável

Secretário denunciado recentemente em caso de nepotismo, supostamente envolvendo o cunhado, não é casado. Em sua ficha funcional, ele apenas mantém ‘união estável’. Apesar disto, procedimento já foi aberto pelo Ministério Público Estadual.

Jornal Midiamax