Política / Bastidores

BASTIDORES: Delcídio inocente faz holofotes mudarem de direção

Alívio Não é só Delcídio do Amaral que comemora ter sido inocentado. Políticos de todas as siglas usam o caso do ex-senador como exemplo de como denúncias podem ser infundadas e causar grandes estragos. Com isso, os holofotes se voltam aos responsáveis por investigar e apresentar denúncias. Ou que aceitam acordos de delações furadas, que […]

Da Redação Publicado em 17/07/2018, às 06h00 - Atualizado em 19/07/2018, às 18h18

None

Alívio

Não é só Delcídio do Amaral que comemora ter sido inocentado. Políticos de todas as siglas usam o caso do ex-senador como exemplo de como denúncias podem ser infundadas e causar grandes estragos. Com isso, os holofotes se voltam aos responsáveis por investigar e apresentar denúncias. Ou que aceitam acordos de delações furadas, que não se sustentam no futuro.

Autorizado

O governador Reinaldo Azambuja autorizou o reitor da UEMS, Fábio Edir dos Santos Costa, a sair do país, com destino a Budapeste (Hungria), entre os dias 24 a 27 de setembro para participar da XI Assembleia Geral e X Seminário Internacional do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras.

Chapa…

A disputa por aliados parece estar adiantada, e disputada, entre o atual e o ex-governador do Estado. Ambos apostam que terão ‘muitos’ partidos no palanque, e reforçam que mantém conversas avançadas com dezenas de possíveis coligados.

..forte…

“Uma chapa de candidatos só tem sucesso quando ganha representatividade e inclui todas as forças construtivas da sociedade. É o que estamos buscando”, argumenta André Puccinelli (MDB), que apresenta aos interessados um projeto de ‘retomada’ do desenvolvimento regional.

…à vista

Já o governador Reinaldo Azambuja, que tentará a reeleição, quer atrair aliados baseados nos números de ‘desenvolvimento’ e investimentos da gestão. “O PSDB está formando uma boa aliança e nós vamos mostrar o porquê de continuar esse trabalho”, argumentou.

Ex-colegas

Se tem algo em comum entre as três principais pré-candidaturas ao governo estadual é ter ex-assessor enrolado com a justiça. Caso o assunto entre em debate, ninguém vai sair ileso.

Parceiros

“Diga-me com quem tu andas e eu direi quem tu és”. Se o ditado é levado em consideração na hora da formação de alianças, é uma incógnita. Comparar 2014 com o que se desenha em 2018 pode dar uma pista.

Pesquisa

Partido diz ter feito até mesmo pesquisa para definir nome de pré-candidato nas urnas. Se a ideia inicial era afastar o antigo posto de trabalho da imagem, agora é mantê-lo porque assim que ele seria reconhecido pela população.

Aborrecido

Se acreditar em falta de intenção em prejudicar, teve gente aborrecida com coletiva marcada para horários semelhantes que prenderam a atenção para um e desviaram o foco de outros. Melhor estratégia deve ser igual: mercar na última hora e pegar todos de surpresa.

Corleone

Toque de celular com música tema de ‘O Poderoso Chefão’ chamou a atenção durante coletiva. Como o telefone era de ninguém menos que o coordenador de campanha já alvo por alegadas ligações, digamos, questionáveis, ficou a dúvida: descuido ou provocação?

Jornal Midiamax