Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Santa Casa é o assunto entre os parlamentares

.

Aliny Mary Dias Publicado em 09/08/2017, às 08h00

None

.

Veto

Os vereadores de Campo Grande colocaram em votação veto do prefeito Marquinhos Trad (PSD) a projeto que já passou pelo crivo da Casa de Leis. A votação foi apertada e ficou em 12 favoráveis ao veto e 13 desfavoráveis.

Por pouco

Mas, mesmo com maioria pela derrubada, a vontade do prefeito prevaleceu. Isso porque, segundo explicou o presidente da Casa de Leis, João Rocha (PSDB), para derrubar o veto é preciso maioria absoluta, ou seja, metade do total dos 29 vereadores mais um.

Conteúdo

O texto vetado é de autoria Lívio Leite (PSDB) e autorizava a prestação de assistência odontológica a pacientes em regime de internação hospitalar no âmbito de Campo Grande.

Mulheres

As vereadoras Dharleng Campos e Cida Amaral se tornaram procuradora e procuradora adjunta, respectivamente, na Procuradoria da Mulher na Câmara Municipal.

Símbolo

Enquanto os deputados trocavam farpas sobre a situação da Santa Casa e também convalidavam incentivos fiscais até 2015, o deputado estadual Renato Câmara (PMDB) apresentou um projeto de Lei que declara a guavira como fruto símbolo do Estado de Mato Grosso do Sul.

De novo

Paulo Siufi (PMDB) e Beto Pereira (PSDB) não escondem a ‘incompatibilidade’ política, e voltaram a trocar farpas na Assembleia. Enquanto o peemedebista disse que é o governo estadual quem deve a Santa Casa, o tucano culpa a Prefeitura da Capital de atrasar repasses.

Fim da Guerra

Regularização de incentivos fiscais demandou corrida nos bastidores para que governo e deputados deixassem assegurado continuidade de benefícios já concedidos as empresas. Este seria o primeiro passo, ainda, rumo ao fim da guerra fiscal na atração de investimentos.

Auditoria

Felipe Orro (PSDB) cobrou audiência entre a diretoria da Santa Casa, Ministério Público, governo e prefeitura para que se esclareça déficit nas contas do hospital. Há consenso, entre integrantes da Comissão de Saúde da Assembleia, de que as contas precisam ser auditadas.

Lindinho

João Grandão (PT) se queixou de não sair bem nas fotos, enquanto posava com agentes penitenciários que aguardam há sete meses para assumir vaga de concurso. Prontamente, acabou rebatido por Grazielle Machado (PR): “para com isso, você é lindo”!

Copia e cola

Tem projeto na Câmara Municipal que é cópia de uma lei do Distrito Federal. Só que o autor esqueceu de tirar a palavra ‘distrital’, referente a Distrito Federal, do texto.

Jornal Midiamax