Simone Tebet dará ênfase à responsabilidade social em programa de governo da "3ª via"

Simone Tebet está esperando o apoio dos tucanos após a desistência do ex-governador João Dória Junior
| 29/05/2022
- 16:30
Simone Tebet
Simone Tebet, se tiver o apoio do PSDB, o tempo de campanha no rádio e TV. Foto: Assessoria MDB

Simone Tebet, agora confirmada como pré-candidata à presidência da República pelo MDB, dará mais importância a projetos voltados para a responsabilidade social. Para Tebet, que tem como objetivo ter um vice do PSDB, podendo ser o próprio João Dória Jr, a missão é atrair votos de eleitores e Bolsonaro que têm convicção nos dois. O tema da responsabilidade social será atrelado ao combate à miséria.

"O projeto visa a retomada do desenvolvimento, focando principalmente no enfrentamento da miséria", disse o ex-governador do e coordenador do programa de governo de Simone, Germano Rigotto (MDB). Ao lado, está a superação da radicalização. "Não tem como ter um governo que não pacifique o Brasil", acrescentou. O cenário é de deterioração de indicadores, com elevada taxa de desemprego e expressivo contingente da população em situação de vulnerabilidade. Uma das principais preocupações do brasileiro, a inflação, fechou o acumulado dos últimos 12 meses até abril em 12,13%, o maior resultado desde outubro de 2003 (mais informações nesta página).

Simone Tebet, logo na primeira entrevista após a confirmação do MDB, já pincelou algumas ideias. "Não é Estado mínimo ou Estado máximo, é o Estado necessário para servir às pessoas", afirmou na quarta-feira. Para isso, a ideia da pré-campanha é exibir um time econômico robusto, com agentes do mercado. Houve também articulações com representantes das mais diversas áreas. Entre fevereiro e abril, a senadora conversou com nomes como Ricardo Paes de Barros, Beto Veríssimo, Edmar Bacha, Pérsio Arida, Armínio Fraga, José Roberto Mendonça de Barros, Carlos Ari Sundfeld, Ilona Szabó, entre outros.

O plano de governo com muita responsabilidade social contém o objetivo de resgatar iniciativas já em andamento no Congresso. Assim, se eleita, Simone vai acelerar a implementação de projetos. Esse eixo de responsabilidade social é de autoria do senador Tasso Jereissati (PSDB), um dos nomes cotados para figurar como vice na chapa. O projeto prevê reformulação dos programas sociais, metas para a queda da taxa geral de pobreza e cria uma poupança para famílias vulneráveis. Projetos que atendam as mulheres terão destaque na agenda de Simone. O foco no eleitorado feminino também vem recebendo atenção de outros candidatos. Nas campanhas de Bolsonaro e de Lula, as mulheres dos pré-candidatos têm ganhado protagonismo.

*Com informações da Agência Estado

Veja também

Livros são destinados ao ensino fundamental do município

Últimas notícias