PCO lança indígena de Dourados como candidato ao governo de MS

Professor da UFMS será vice na chapa. Partido não terá postulante ao Senado e Assembleia Legislativa
| 06/08/2022
- 11:48
Magno, PCO
Magno Souza é indígena Guarani Kaiowá. (Foto: Divulgação/PCO)

O PCO lançou o indígena Guarani Kaiowá Magno Souza como candidato ao governo de Mato Grosso do Sul. Em convenção realizada em na sexta-feira (6), a legenda escolheu ainda Carlos Martins como vice na chapa.

Martins é professor do curso de História da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Não haverá postulantes ao e à Assembleia Legislativa. Haverá apenas um candidato a deputado federal, o presidente estadual do partido, Thiago Assad.

Magno mora na comunidade Aratikuty, área de retomada na região da Reserva Indígena de Dourados. Os indígenas reivindicam essa área como parte do território tradicional. O candidato vai ter um dos temas principais da campanha os ataques aos povos indígenas.

Candidatos ao governo

O período de convenções se encerrou ontem com nove partidos se reunindo. Vão disputar o Governo do Estado Adônis Marcos (PSOL); André Puccinelli (MDB); Renan Barbosa Contar, o Capitão Contar (PRTB); Eduardo Riedel (PSDB); Giselle Marques (PT); Marquinhos Trad (PSD) e Rose Modesto (União).

Para o Senado, concorrem Anízio Tocchio (PSOL), Luiz Henrique Mandetta (União), Odilon de Oliveira (PSD), Tereza Cristina (PP) e Tiago Botelho (PT).

Veja também

Mesmo com voto facultativo, há 87,4 mil eleitoras com mais de 100 anos

Últimas notícias