Novos secretários de Saúde e Infraestrutura são nomeados pelo Governo de MS

Renato Marcílio assume Seinfra e Flávio da Costa é o novo secretário de Saúde de MS
| 01/04/2022
- 08:05
Governo de MS publicou promulgação de Emenda Constitucional
Governo de MS publicou promulgação de Emenda Constitucional- Arquivo, Midiamax

Os novos secretários de Infraestrutura e Saúde do Governo de Mato Grosso do Sul, foram nomeados nesta sexta-feira (1º), conforme decretos publicados no Diário Oficial do Estado.

As substituições acontecem devido às exonerações de Eduardo Riedel e Geraldo Resende, ambos do PSDB, pré-candidatos nas eleições deste ano.

No lugar de Riedel, foi nomeado o engenheiro civil Renato Marcílio da Silva. Para assumir a pasta, ele foi exonerado do cargo em comissão de Administração Superior e Assessoramento, símbolo DCA-0, na Secretaria de Estado de Infraestrutura, na função de Secretário Especial. Ele era o adjunto da pasta.

Já o novo secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, é Flávio da Costa Britto Neto. Ele foi exonerado do cargo em comissão de Assessoramento Superior, símbolo DCA-1, na Secretaria de Estado de Saúde, para assumir a pasta.

Além disso, assume como diretor-presidente da (Fundação de Desporto e Lazer), Silvio Lobo Filho, no lugar de Marcelo Miranda, também pré-candidato nas eleições de 2022.

Os decretos são assinados pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e têm validade a partir desta sexta-feira (1º).

Os outros diretores e subsecretários exonerados na última quinta-feira (1º), ainda não foram substituídos. Ainda não foi nomeado o novo secretário de Cidadania e Cultura, no lugar do vereador João César Mattogrosso.

Confira a seguir, os nomes dos exonerados:

Lista de nomes:

  • (Secretário de Estado de Infraestrutura): pré-candidato ao governo do Estado.
  • Geraldo Resende (Secretário de Estado de Saúde): deve tentar reeleição para deputado federal.
  • Luciana Azambuja (subsecretária de Política Públicas para Mulheres): informou à reportagem que deve concorrer para deputada federal.
  • Marcelo Miranda (Diretor da Fundesporte): deve sair para deputado estadual.
  • Marcelo Salomão (Superintendente do Procon): deve sair para deputado estadual.
  • João César Mattogrosso (Secretário de Estado de Cidadania e Cultura): deve sair para deputado estadual.
  • Pedro Chaves (secretário especial de Relações Institucionais e Assuntos Estratégicos): PSDB informou que ele deve concorrer como suplente de senador na chapa de Tereza Cristina.
  • Júnior Longo e Pastor Jeremias também foram exonerados para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa de MS.

Veja também

Lavando roupa suja Encontro de sigla rendeu muita lavação de roupa suja. Isso porque liderança...

Últimas notícias