MS terá oito candidatos ao Governo do Estado em 2022

| 06/08/2022
- 16:59
candidatos ao governo do estado
(Montagem: Redes sociais e Arquivo/Midiamax)

Com o fim do período de convenções partidárias ontem, sexta-feira (5), Mato Grosso do Sul terá oito candidatos ao Governo do Estado. O prazo para registro das candidaturas vai até 15 de agosto.

Adônis Marcos, do PSOL, já fez o registro na Justiça Eleitoral, que aguarda julgamento. A Rede, que formou federação com o , indicou Ilmo de Oliveira como vice.

O MDB apostou mais uma vez no ex-governador André Puccinelli. Ele escolheu a ex-secretária de Estado de Assistência Social, Tânia Garib, como sua companheira de chapa.

O deputado estadual Renan Barbosa Contar, o Capitão Contar, foi lançado candidato pelo PRTB. Como vice, terá o advogado e empresário Humberto Abussafi Figueiró, o Beto Figueiró.

Para a sucessão de Reinaldo Azambuja, o indicou o ex-secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel. Já o PP escolheu o deputado estadual José Carlos Barbosa, o Barbosinha, para compor a chapa como vice.

A federação Brasil de Esperança, formada por PT, PCdoB e PV, aposta na advogada Giselle Marques. A chapa será puramente petista, com o vereador Abílio Vaneli, de Coxim, como candidato a vice-governador.

O indígena Guarani Kaiowá Magno Souza concorrerá pelo PCO. A chapa fecha com o professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) Carlos Martins.

Pelo PSD, o ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, será o candidato ao governo. Também do mesmo partido, a candidata a vice é Viviane Orro, médica e ex-primeira-dama de Aquidauana.

E a deputada federal Rose Modesto é a postulante do União Brasil. O Podemos indicou para vice o produtor rural Alberto Schlatter.

Coligações dos candidatos ao Governo do Estado

A federação de PSOL e Rede concorrerá isolada. Já o MDB formou a coligação “Ao Trabalho de Novo, com a Força do Povo” com o Solidariedade e o DC (Democracia Cristã).

O PRTB comporá a coligação “Mudança de Verdade” com o Avante. 

Até o fechamento deste texto, a ata da federação PSDB e Cidadania não estava disponível no sistema DivulgaCandContas (Divulgação de Candidaturas e Contas), do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Porém, foi anunciado na convenção de que haverá aliança com PP, PL, PSB e Republicanos.

A federação Brasil de Esperança também vai isolada à disputa, assim como o PCO. Já o PSD se alinhou com o Patriota para a coligação “Muda MS”. 

O União Brasil coligou com o Podemos e o Pros, formando a coligação “Tocando em Frente para Cuidar da Nossa Gente”.

Veja também

Partido pede que postagem seja removida e aplicação de multa

Últimas notícias