Junto com Marquinhos, dois secretários deixam a prefeitura para concorrer às eleições de 2022

Secretários devem se desincompatibilizar para concorrer às eleições
| 01/04/2022
- 19:53
secretários Pedro Pedrossian Neto e Elza Fernandes vão disputar vagas na Assembleia Legislativa
Pedro Pedrossian Neto e Elza Fernandes devem concorrer a deputado estadual. - Marcos Ermínio

Dois secretários de Campo Grande vão deixar os cargos para disputar as eleições de 2022. Nesta sexta-feira (1), Marquinhos Trad (PSD) renunciou ao cargo de prefeito da Capital para firmar a pré-candidatura ao Governo de Mato Grosso do Sul.

Junto com o ex-prefeito, Pedro Pedrossian Neto e Elza Fernandes deixam as secretarias de Finanças e Educação, respectivamente. Os dois devem disputar um cargo na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) pelo PSD.

As exonerações foram publicadas em extra do (Diário Oficial de Campo Grande) publicado na noite desta sexta-feira.

Desincompatibilização - Os prazos são definidos pelo TSE, que adotou a medida para evitar o abuso de poder econômico ou político nas eleições por meio do uso de estrutura ou recursos aos quais o ocupante do cargo tem acesso. Caso não saia no prazo determinado pelo TSE, o pré-candidato se torna inelegível. Confira cargos que precisam ser deixados para concorrer nas eleições.

Nova secretária

Na mesma edição do diário, saiu a nomeação de MÁRCIA HELENA HOKAMA, que assume a Sefin (Secretaria de Finanças) no lugar de Pedrossian - ela atuava como adjunta na pasta

Com a mudança, o novo adjunto da Sefin será SERGIO ANTONIO PARRON PADOVAN.

Veja também

O deputado estadual e pré-candidato ao Governo do Estado, Capitão Contar anunciou nas redes sociais...

Últimas notícias