Eleições suplementares: Justiça Eleitoral confirma candidatura de interino à prefeitura de Angélica

Vereador Boquinha assumiu o cargo de prefeito após decisão judicial
| 20/04/2022
- 07:51
Prefeitura de Angélica terá eleições suplementares
Prefeitura de Angélica terá eleições suplementares

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) divulgou no Diário Oficial desta quarta-feira (20) o registro de candidatura do vereador Aparecido Geraldo Rodrigues Boquinha (PSDB) para as eleições suplementares da de Angélica, município distante 323 quilômetros de Campo Grande.

O vice será Omir Rogério da Silva (PSDB), o Omir do João Bonito. Conforme resolução assinada pelo desembargador do TRE-MS Paschoal Carmello Leandro, estas eleições suplementares ocorrem em razão de uma decisão da Justiça Eleitoral de março de 2021, que negou provimento a João Donizeti Cassuci (PDT), prefeito eleito sub-judice. 

A decisão foi confirmada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), tornando assim definitiva a anulação dos votos obtidos pela chapa por ele integrada, a qual foi a mais votada no pleito de 2020. Atualmente, quem exerce o cargo de prefeito interino é o vereador Boquinha, presidente da Câmara Municipal de Angélica.

Mais candidatos

Na terça-feira (19), a Justiça Eleitoral de Ivinhema, que abrange o município de Angélica, havia confirmado o registro de candidatura dos demais concorrentes às eleições suplementares, totalizando quatro candidatos. Pela coligação Trabalho, Força e União, os nomes são Roberto Cavalcanti (União), para prefeito, e Roberto Maran (PSB) vice. Cavalcanti é ex-prefeito e perdeu as eleições de 2020.

Pela coligação Trabalho e Honestidade, os candidatos são Francisco Soares Sobrinho (MDB), o Chico Bragança, como prefeito, e Milton Motta França (PSD), o Mastigado, como vice. Já pela coligação Juntos Vamos Reconstruir Angélica, são candidatos Edinho Cassuci (PDT), para prefeito, e Paulo Conconi (PTB) como vice. 

Cronograma para as eleições suplementares de Angélica

a) 08 a 14/04: convenções partidárias;

b) 17/04: último dia para registro das candidaturas;

c) 18/04 a 14/05: início e término da propaganda em geral, salvo rádio e TV;

d) 23/04 a 12/05: início e da propaganda no rádio e TV;

e) 15/05: dia da eleição;

f) 20/05: último dia para entrega da prestação de contas;

g) 02/06: último dia para o julgamento das contas;

h) 03/06: último dia para a diplomação dos eleitos;

i) 04/06: último dia para a posse dos eleitos.

Veja também

O deputado estadual e pré-candidato ao Governo do Estado, Capitão Contar anunciou nas redes sociais...

Últimas notícias