Convenção do Avante acontece dia 5 de agosto e lança candidatura de Sérgio Harfouche

O horário e local ainda serão definidos, conforme o presidente do diretório regional do partido
| 21/07/2022
- 08:51
avante convenção convenções
Sérgio Harfouche. - Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax

O Avante informou nesta quinta-feira (21), que marcou convenção do partido para o dia 05 de agosto em Campo Grande, quando deverá ser lançada oficialmente a candidatura do procurador e pré-candidato ao senado federal .

Conforme o presidente do diretório regional do Avante, Lucio Dani Soares, o local e o horário do evento ainda serão definidos nos próximos dias.

Harfouche: União Brasil x Avante

Na última semana, Sérgio Harfouche conversou com o Midiamax e confirmou que ele não teria mais compromisso com o União Brasil. A princípio, o partido cogitava o nome do procurador para disputar as eleições ao senado, mas ao que parece, o ‘casamento’ acabou.

Após anunciar coligação e até comparecer em evento como o pré-candidato ao Senado apoiado pelo União Brasil, Harfouche disse que a confirmação do partido nunca veio.

O estopim da situação, segundo Harfouche, foi a indefinição para anunciá-lo em coletiva como o pré-candidato e também a presença do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta no evento 'MS que Queremos', no bairro Guanandi, em Campo Grande, no último dia 4 de junho.

Para Harfouche, não há mais compromisso dele com o União Brasil. "Foi o diz que dei como prazo para me darem essa definição, e ela não veio. Então, para mim, não há mais esse compromisso. De fato, eu deixei de conversar com diversas legendas que me procuraram por acreditar ter um compromisso com o União, mas eles não tiveram comigo", disse ao Midiamax.

Convenções

Os pré-candidatos, têm de ser indicados pelos partidos, que tem do dia 20 de julho até 5 de agosto (17 dias) para realizar os nacionais e estaduais.

Depois, têm até 15 de agosto para fazer o registro das chapas na Justiça Eleitoral

. Só a partir de 16 de agosto os 45 dias de campanha começam de verdade e eles poderão usar seus respectivos números e pedir votos.

Veja também

Relatório da Câmara apontou que foram feitas mais de 40 contratações

Últimas notícias