André Puccinelli rechaça proposta de abrir mão da candidatura por aliança nacional com PSDB

Candidatura em MS e outros dois estados foram colocadas como moeda de troca pelo PSDB nacional
| 26/05/2022
- 15:21
candidatura André Puccinelli (Henrique Arakaki
André Puccinelli é pré-candidato ao Governo de MS. Foto: Henrique Arakaki | Midiamax. - André Puccinelli (Henrique Arakaki

O pré-candidato ao Governo de Mato Grosso do Sul, (MDB), rechaçou a proposta de dispensar a própria candidatura. A desistência foi apontada pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo, como crucial para a aliança nacional com os emedebistas.

Ao Jornal Midiamax, André disse que a possibilidade de desistir da candidatura é nula. O presidente nacional do PSDB disse ao Estadão que as pré-candidaturas ao governo estadual de Mato Grosso do Sul, Pernambuco e poderiam ser moeda de troca no apoio tucano à Simone Tebet, pré-candidata do MDB à presidência da república.

André afirmou que a pré-campanha dele é independente da campanha nacional de Simone. “É outra coisa”, pontuou.

Candidatura de MS está 'resolvida'

Presidente nacional do MDB, Baleia Rossi desmentiu a possibilidade da desistência da pré-candidatura ao Governo de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli. Ao Jornal Midiamax, o ex-ministro de Governo, Carlos Marun, mostrou uma conversa com Baleia Rossi, após entrevista de Araújo ser veiculada no Estadão.

“Não nego que fiquei preocupado. Sou membro da Comissão Nacional do MDB e natural que situações como essa aconteçam nesse período de eleição”. Marun mostrou a mensagem. "MS resolvido", disse Baleia Rossi.

Ainda segundo o ex-ministro, o partido está unido e não existe possibilidade de não ter André como candidato ao Estado. “Mato Grosso do Sul segue como está”.

Veja também

Partido ainda não conseguiu nomes para concorrer a deputado federal

Últimas notícias