'André é meu candidato em MS': Simone descarta negociar candidatura com PSDB

Simone afirmou que conversou com Bruno Araújo e esclareceu que candidatura em MS está fora de negociações
| 26/05/2022
- 17:27
simone tebet
Senadora participou de agenda em MS sobre a Rota Bioceânica. Foto: Leonardo de França | Midiamax.

A pré-candidata à presidência, Simone Tebet descartou negociar com o nacional a candidatura do MDB ao Governo de MS. “André Puccinelli é o meu candidato aqui no Estado”, declarou ao Jornal Midiamax nesta quinta-feira (26).

Quando o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, listou estados em que a candidatura para governador seriam cruciais para o apoio à campanha nacional, a senadora afirma que descartou possibilidade de desistência da pré-candidatura em MS. Segundo ela, foi explicado ao líder tucano que é ‘inviável desistir de uma das candidaturas [dela ou do André], já que as majoritárias já estão fechadas’.

“Conversei com o Bruno Araújo e comuniquei que não havia possibilidade de conciliação do PSDB-MS e MDB-MS, visto que as duas legendas já têm candidatura”, explicou.

À reportagem, Simone disse que Bruno teria entendido a situação. Assim, uma reunião foi marcada para a próxima terça-feira (31), para que o PSDB nacional apresente um plano de apoio à candidatura de Simone ou não.

Simone e MDB-MS

Simone também afirmou que a relação com o diretório estadual do MDB em MS está ‘muito boa’. Após a fala de Bruno, sobre a candidatura ao Governo de MS ser uma moeda de troca para apoio à Simone, a senadora teria entrado em contato com o MDB sul-mato-grossense.

Na conversa, ela afirmou que tranquilizou o diretório de MS: ‘não pediria para o André desistir da candidatura dele’. Ainda segundo a senadora, ela não teria reforçado o apoio para Puccinelli devido à fase de pré-campanha. No entanto, garantiu que o candidato dela em MS é o parceiro emedebista.

André mantém pré-candidatura

O pré-candidato ao Governo de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (MDB), rechaçou a proposta de dispensar a própria candidatura. A desistência foi apontada pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo, como crucial para a aliança nacional com os emedebistas.

Ao Jornal Midiamax, André disse que a possibilidade de desistir da candidatura é nula. O presidente nacional do PSDB disse ao Estadão que as pré-candidaturas ao governo estadual de Mato Grosso do Sul, Pernambuco e poderiam ser moeda de troca no apoio tucano à Simone Tebet, pré-candidata do MDB à presidência da república.

Veja também

Foram cinco votos contrários ao pedido de cassação e três favoráveis

Últimas notícias