Sessões só voltam com público se curva da pandemia baixar em Campo Grande, diz presidente

‘Se a curva baixar’, a Câmara Municipal de Campo Grande flexibilizará regras adotadas por causa da pandemia de coronavírus, afirmou o presidente da Casa de Leis, vereador Carlão (PSB). A 22 dias para começo da sessões, a determinação é de reuniões no plenário, mas restrita aos parlamentares e assessores, sem imprensa ou população acompanhando. “Se […]
| 27/01/2021
- 15:15
Sessões só voltam com público se curva da pandemia baixar em Campo Grande, diz presidente
Vereadores de Campo Grande em 2020. (Foto: Izaías Medeiros, CMCG) - Vereadores de Campo Grande em 2020. (Foto: Izaías Medeiros, CMCG)

‘Se a curva baixar’, a Câmara Municipal de Campo Grande flexibilizará regras adotadas por causa da pandemia de coronavírus, afirmou o presidente da Casa de Leis, vereador (PSB). A 22 dias para começo da sessões, a determinação é de reuniões no plenário, mas restrita aos parlamentares e assessores, sem imprensa ou população acompanhando.

“Se fosse hoje, seria restrito aos vereadores. Torcer para baixar essa curva, se baixar, a gente flexibiliza”. Em 24 horas, foram 105 casos positivos em Campo Grande, segundo boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (27) pelo Governo de .

Desde março de 2020, o Legislativo municipal atua com restrições. Naquele primeiro momento, as reuniões foram feitas sem público e imprensa, mas no plenário. Só em agosto, quando a pandemia atingia o ápice na Capital, foi adotado sistema remoto, com cada vereador de casa ou no gabinete.

Os parlamentares do atual mandato já se reuniram em 2021, com a sessão extraordinária aberta em 13 de janeiro para votação da autorização para a Prefeitura de Campo Grande comprar vacinas contra o Covid-19.

 

Veja também

A previsão é que o evento com Harfouche seja feito na próxima terça-feira

Últimas notícias