Política

Projeto prevê que idoso e pessoa com deficiência embarquem em ônibus fora do ponto em Campo Grande

Proposta estende benefício a demais passageiros, mas após às 22h

Marcelo Nantes Publicado em 06/09/2021, às 16h01

Em Campo Grande, embarque de idosos e pessoas com deficiência pode melhorar
Em Campo Grande, embarque de idosos e pessoas com deficiência pode melhorar - Arquivo

Tramita na Câmara Municipal de Campo Grande um projeto de lei que, caso aprovado, vai reduzir as dificuldades que idosos e pessoas com deficiências (PcD) normalmente enfrentam ao utilizar o transporte público. Pela proposta, o embarque destes passageiros será permitido em qualquer local, mesmo que longe dos pontos de ônibus.

O Projeto de Lei 10265/21, de autoria do vereador Delei Pinheiro (PSD), também estende o benefício a passageiros com menos de 60 anos ou que não sejam PcD caso o embarque aconteça após as 22 horas. 

De acordo com o autor do texto, a obrigatoriedade de os coletivos rodoviários pararem fora dos pontos se justifica tanto pela questão do deslocamento urbano - a falta de adaptação das vias públicas às necessidades de idosos e pessoas com deficiências - como pela proteção da integridade física do cidadão. 

“Cabe ao Poder Público proteger e flexibilizar o embarque e o desembarque dos passageiros nos transportes coletivos, principalmente os que possuem a sua mobilidade reduzida. O município tem o papel fundamental na atuação da prevenção da violência e criminalidade de modo que não se pode aceitar que se caminhe centenas de metros por uma rua sem iluminação ou policiamento, comprometendo a sua segurança”, justifica o autor do projeto de lei.

Jornal Midiamax