Política

Edu Miranda 'muda de ideia' e tira assinatura do pedido de CPI do Consórcio Guaicurus

Vereador afirma que deve ser ouvida primeiro a concessionária, antes da instauração do procedimento

Renan Nucci e Mayara Bueno Publicado em 05/08/2021, às 10h39

Serviço de transporte público é alvo de investigações em Campo Grande
Serviço de transporte público é alvo de investigações em Campo Grande - Arquivo

O vereador Edu Miranda (Patriota) mudou de ideia e retirou sua assinatura do requerimento de abertura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Consórcio Guaicurus, que tem por objetivo apurar a má qualidade dos serviços de transporte público prestados em Campo Grande. A proposta de autoria do vereador Marcos Tabosa (PDT) está sob análise jurídica.

Ao Midiamax, Edu Miranda afirmou, durante sessão desta quinta-feira (5), na Câmara Municipal, que preferiu retirar o nome, neste momento, porque faz parte da Comissão Permanente de Trânsito da Casa de Leis e acha que é preciso ouvir o Consórcio Antes de abrir a CPI. Nesse sentido, alegou que vai agendar uma reunião com a concessionária e a Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande) para discutir o teor dos pontos citados na CPI.

Tabosa, por sua vez, afirma estar tranquilo com o andamento do procedimento e acredita que nenhum outro vereador mudará de ideia assim como fez Edu Miranda, até porque o prefeito Marquinhos Trad deixou explícito que não irá se opor a nenhuma investigação. Para que a CPI seja aberta, é preciso o total de 10 assinaturas e até o momento constam 13. 

Conforme noticiado há pouco, o vereador Carlão (PSB), presidente da Câmara Municipal disse que tem até amanhã para definir a instauração da  CPI. Na terça-feira (3) passada, Tabosa apresentou o requerimento de abertura junto à mesa diretora. Na quarta-feira (4), com o pedido em mãos, Carlão protocolou o requerimento junto à Procuradoria Geral da Câmara e agora aguarda parecer até esta sexta-feira (6), dentro do prazo de 48 horas, com posicionamento que vai nortear a abertura ou o arquivamento.

Jornal Midiamax