Política

MS terá 3 agências só para agronegócio e revitalização do Taquari, anuncia Caixa

Pedro Guimarães anunciou ainda R$ 200 milhões para preservar nascentes, uma delas o rio Taquari

Renata Volpe e Evelin Cáceres Publicado em 14/05/2021, às 11h16

Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães
Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães - Foto: Marcos Corrêa/PR

A Caixa Econômica Federal vai abrir três agências em Mato Grosso do Sul, voltada ao agronegócio. O anúncio foi feito pelo presidente do banco, Pedro Guimarães, em Terenos, na manhã desta sexta-feira (14).

Segundo Guimarães, as agências serão voltadas ao agronegócio. “ A Caixa quer participar do FCO com mais 50 agências”.

Ainda conforme o presidente da Caixa, só no agronegócio, mesmo em cidades de 3 ou 4 mil habitantes são rentáveis no Centro-Oeste em caso do agronegócio. “Emprestava R$ 2 bilhões de reais, hoje temos R$ 10 bilhões. Cresceu cinco vezes, mas é pouco, nada pode ter menos de 20% do mercado, abaixo de R$ 50 bilhões no agro, a Caixa não está satisfeita”, disse.

Pedro Guimarães ainda anunciou que o maior lucro da história no primeiro trimestre. “Dois dias atrás, maior patrocínio e manutenção de florestas e rios do mundo. Serão R$ 200 milhões para preservar nascentes, uma delas o rio Taquari. O investimento milionário será plantando árvores e fazendo plano de longo prazo nada de negócio de três, seis meses e depois parar”. *Matéria atualizada às 15h50 para correção de informação

Jornal Midiamax