Política

Teresa Cristina nega deixar Agricultura para disputar presidência da Câmara

Rumores de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estaria cotando a ministra Teresa Cristina, da Agricultura, para a disputa à presidência da Câmara Federal perdem força e ganham aspecto meramente especulativo. Nesta terça-feira (4), após ser procurada pela reportagem, a ministra pontuou, por meio da assessoria, que continua ministra, sem plano para voltar ao […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 04/08/2020, às 08h47 - Atualizado às 16h26

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, cumprimenta a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, durante audiência pública sobre a liberação de novos agrotóxicos, na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados | Foto:...
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, cumprimenta a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, durante audiência pública sobre a liberação de novos agrotóxicos, na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados | Foto:... - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, cumprimenta a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, durante audiência pública sobre a liberação de novos agrotóxicos, na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados | Foto:...

Rumores de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estaria cotando a ministra Teresa Cristina, da Agricultura, para a disputa à presidência da Câmara Federal perdem força e ganham aspecto meramente especulativo. Nesta terça-feira (4), após ser procurada pela reportagem, a ministra pontuou, por meio da assessoria, que continua ministra, sem plano para voltar ao Congresso – ela é licenciada do cargo eletivo por ter assumido o comando da pasta.

Rodrigo Maia (DEM-RJ), que é correligionário de Teresa Cristina, comanda a Presidência da Câmara dos Deputados até 31 de janeiro de 2021, e está à frente do cargo há três mandatos consecutivos. Com a proximidade de sua saída, o jogo político que resultará no novo comanda da Casa Legislativa começa a rolar.

O rumor de que Teresa Cristina estaria sendo cotada para a disputa ganhou força após publicação do colunista Robson Bonin, da Veja, que afirmou que o presidente estaria em busca de um “aliado fiel” para o lugar de Rodrigo Maia na Câmara. Segundo o colunista, a ministra estaria entre os nomes cotados.

O Jornal Midiamax também consultou deputados federais nesta manhã. Segundo eles, em consulta a líderes partidários, a cotação de Teresa Cristina para a disputa não teria consistência e seria meramente especulativa, inclusive, devido à dificuldade de substituí-la na pasta.

Jornal Midiamax