Política

Sem candidato a prefeito, Novo estreia nas urnas em Dourados em busca de vagas na Câmara

Tem partido que participa pela primeira vez de uma disputa eleitoral em Dourados, segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. Sem candidato a prefeito, o Novo faz a estreia nas urnas com quatro postulantes a vereador, que terão os nomes confirmados na convenção virtual, que acontece no próximo sábado (5), às 15h. Com diretório […]

Marcos Morandi Publicado em 01/09/2020, às 08h30 - Atualizado às 11h59

Sérgio Burin, Daniele Viebrantz, Daniela Bender e Daniel Ribas, pré-candidatos do Novo em Dourados. (Foto: Marcos Morandi)
Sérgio Burin, Daniele Viebrantz, Daniela Bender e Daniel Ribas, pré-candidatos do Novo em Dourados. (Foto: Marcos Morandi) - Sérgio Burin, Daniele Viebrantz, Daniela Bender e Daniel Ribas, pré-candidatos do Novo em Dourados. (Foto: Marcos Morandi)

Tem partido que participa pela primeira vez de uma disputa eleitoral em Dourados, segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. Sem candidato a prefeito, o Novo faz a estreia nas urnas com quatro postulantes a vereador, que terão os nomes confirmados na convenção virtual, que acontece no próximo sábado (5), às 15h.

Com diretório recém criado, a legenda tem duas mulheres e dois homens que disputam vagas na Câmara de Vereadores de Dourados. A fonoaudióloga Daniela Bender, 49 anos, a assistente social e microempresária Daniele Viebrantz, 41, o advogado Daniel Ribas, 33 e o estudante Sérgio Burin, 18, foram aprovados no processo seletivo realizado pelo Novo e também são debutantes em política na cidade.

“Por ser o único Partido que tem um processo seletivo para avaliar a capacitação do postulante, o Novo em Dourados não teve ninguém aprovado nas três etapas do processo para a majoritária. Tivemos apenas aprovados para o legislativo”, explica o presidente do diretório João Paulo Paz.

A respeito de um caminho a ser seguido em relação à uma candidatura majoritária de outra legenda, Joao Paulo explicou ao Midiamax que “o Novo é independente, e não coliga ou apoia candidatos de outros partidos, que não compactuam com os mesmos valores. Nossos filiados e apoiadores estarão livres para fazer cada um a sua escolha na majoritária”, disse.

Na avaliação do dirigente do Novo, a participação da legenda nas eleições municipais em Dourados representa o início de uma transformação política e que o custo da máquina pública está cada dia mais alto e insustentável e que quem deseja ir para o serviço público, tem que dar exemplo e fazer realmente o seu papel de ofício.

“Com quatro excelentes candidatos,  teremos a missão de garantir pelo menos uma cadeira na Câmara de Vereadores, permitindo por em prática nossos princípios e valores na administração pública de Dourados nos próximos quatro anos”, comenta João Paulo.

Segundo o presidente do diretório, saúde, educação e segurança estão entre as bandeiras do Novo que também defende um Estado menor e com maior eficiência. “Nós também lutamos contra o aumento ou a criação de novos impostos. E nossos mandatários têm o compromisso de economizar 50% de verbas com assessores, além de abrir mão de qualquer tipo de benefício, auxílio ou regalia parlamentar”, destaca o dirigente.

Jornal Midiamax