Política

Nelsinho encabeça projeto de lei com medidas contra coronavírus

O senador sul-mato-grossense Nelsinho Trad (PSD) é quem vai relatar o projeto de lei 23/2020, que visa estabelecer as medidas sanitárias de emergência a serem tomadas em todo o país no combate ao novo coronavírus, com foco inicial na China. Entre os dispositivos que já constam no texto, estão a quarentena de pessoas com suspeita […]

Nyelder Rodrigues Publicado em 05/02/2020, às 17h59 - Atualizado às 18h34

Senador Nelson Trad Filho durante sessão no Senado. (Agência Senado, Arquivo).
Senador Nelson Trad Filho durante sessão no Senado. (Agência Senado, Arquivo). - Senador Nelson Trad Filho durante sessão no Senado. (Agência Senado, Arquivo).

O senador sul-mato-grossense Nelsinho Trad (PSD) é quem vai relatar o projeto de lei 23/2020, que visa estabelecer as medidas sanitárias de emergência a serem tomadas em todo o país no combate ao novo coronavírus, com foco inicial na China.

Entre os dispositivos que já constam no texto, estão a quarentena de pessoas com suspeita de terem contraído o vírus e ações para enfrentamento da doença. O projeto foi enviado pelo Governo Federal ao Congresso na quarta-feira (5).

No mesmo dia, ele foi aprovado na Câmara Federal e já remetido em regime de urgência para o Senado. A OMS (Organização Mundial da Saúde) afirmou recentemente que a mortalidade do novo vírus está com índice de 2%.

Apesar do foco do coronavírus ser uma região da China, o país asiático tomou várias medidas em todo o seu território. A Rússia, vizinha do norte, chegou a fechar a fronteira e suspender a importação de frutas do local.

Vários países do mundo estão tomando providências para atenuar a proliferação da doença. Nas últimas 24 horas, duas novas mortes por coronavírus elevaram o número de óbitos até o momento para 492. Entre elas, apenas uma foi fora da China, nas Filipinas.

Em atualização diária sobre a epidemia, a OMS informou que foram registrados 3.925 mil novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o número total para 24.554 infectados em todo o mundo – 24.363 deles na China. Entre os infectados na China, 3.219 são considerados severos.

Jornal Midiamax