MS tem que tomar o remédio amargo que é ficar em casa, diz Riedel sobre isolamento

Secretário de Governo de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel defendeu nesta terça-feira (14) que a população faça isolamento social como a melhor alternativa de combate ao coronavírus no Estado. O secretário falou sobre o Estado ser o pior em isolamento no país durante a transmissão ao vivo do boletim epidemiológico divulgada pelo governo. “A […]
| 14/04/2020
- 15:53
MS tem que tomar o remédio amargo que é ficar em casa, diz Riedel sobre isolamento
Secretário de Governo Eduardo Riedel (Foto: Reprodução/Portal da Educativa) - Secretário de Governo Eduardo Riedel (Foto: Reprodução/Portal da Educativa)

Secretário de Governo de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel defendeu nesta terça-feira (14) que a população faça isolamento social como a melhor alternativa de combate ao coronavírus no Estado. O secretário falou sobre o Estado ser o pior em isolamento no país durante a transmissão ao vivo do boletim epidemiológico divulgada pelo governo.

“A gente tem que buscar esse remédio amargo que é ficar em casa. Sair só em situações extremamente importantes e é claro que buscar o sustento da família é, mas que se faça com o máximo de segurança possível”, disse.

Riedel também respondeu a questionamentos sobre o fechamento do Estado. “Somos um Estado com 79 municípios completamente diferentes e que tem mais de um terço da população na região da Capital, Campo Grande. Tem municípios com 10 mil habitantes sem nenhum caso. Não podemos afetar a economia de municípios desse jeito. Então, neste momento, estamos avaliando a cada passo da doença”, informou.

O secretário reforçou que são necessários projetos do governo federal, como a aprovação do Plano Mansueto, para que a economia não pare em Mato Grosso do Sul. “A gente sabe o quanto é angustiante para cada um de nós ter que ficar em casa. A gente quer sair, passear, ir ao shopping. Mas é uma situação absolutamente necessária para o bem coletivo”, reforçou.

Novos casos

A SES () divulgou nesta terça-feira (14) que são 115 os casos confirmados do coronavírus, o , em Mato Grosso do Sul, com 46 pessoas em isolamento domiciliar e 7 pacientes na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). O Estado registra transmissão comunitária, ou seja, quando o contágio não acontece mais apenas em contato com casos confirmados.

Do total, 46 seguem em isolamento em casa, 39 finalizaram a quarentena e estão sem sintomas e 15 pessoas estão em hospitais do Estado, sendo 6 em leitos públicos e 9 em privados. 7 pacientes estão na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

São 54 confirmações em Campo Grande, 11 em Três Lagoas, 10 em Nova Andradina, 9 em Sonora, 9 em Dourados, 6 em Chapadão do Sul, 6 em Batayporã, 2 em Paranaíba e um caso por cidade em Rio Verde de Mato Grosso, Coxim, Alcinópolis, Corumbá, Ponta Porã e Sidrolândia.

 

Veja também

A participação feminina aumentou em relação às eleições de 2018 para os mesmos cargos em 3% em 2022

Últimas notícias