Eleições 2020: propagandas eleitorais na televisão e no rádio terminam na quinta-feira

Propaganda eleitoral gratuita de rádio e televisão do primeiro turno das eleições 2020 poderá ser transmitida somente até quinta-feira (12), segundo calendário eleitoral divulgado pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Eleitores vão às urnas em todo Brasil no domingo (15), para escolher prefeitos e vereadores. Também termina amanhã a permissão para […]
| 11/11/2020
- 12:22
Eleições 2020: propagandas eleitorais na televisão e no rádio terminam na quinta-feira
Ilustrativa (Foto: Leonardo de França/Midiamax) - Ilustrativa (Foto: Leonardo de França/Midiamax)

Propaganda eleitoral gratuita de rádio e televisão do primeiro turno das eleições 2020 poderá ser transmitida somente até quinta-feira (12), segundo calendário eleitoral divulgado pelo (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Eleitores vão às urnas em todo Brasil no domingo (15), para escolher prefeitos e vereadores.

Também termina amanhã a permissão para propaganda política por meio de reuniões políticas ou promoção de comícios que utilizem aparelhagem de sonorização fixa, entre às 8 horas e às 24 horas. No entanto, há exceção para comício de encerramento de campanha, que pode ser prorrogado por mais duas horas.

Quinta-feira (12) é o último dia para realização de debate no rádio e na TV, ‘admitida sua extensão até às 7 horas de 13 de novembro, ainda de acordo com o calendário eleitoral.

Até sábado (14), contando prazo iniciado amanhã, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) poderá divulgar comunicados, boletins e instruções ao eleitorado em até 10 minutos diários em emissoras.

Encerra na quinta, ainda, o prazo para publicação no Diário da Justiça do edital que convoca representantes dos partidos, coligações, do Ministério Público e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) para acompanhar a liberação do Sistema de Gerenciamento da Totalização nas zonas eleitorais.

De acordo com a , amanhã o último dia para os tribunais regionais eleitorais divulgarem na os pontos de transmissão de dados que funcionarão em locais diferentes do local de funcionamento da junta eleitoral.

Veja também

Elon Musk é dono do Tesla e que pretende comprar o Twitter

Últimas notícias