Política

MP deve pedir quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro e de Queiroz

Após um bom tempo parado, o processo investigativo contra o senador Flávio Bolsonaro e seu assessor e motorista, Fabrício Queiróz, deve voltar a tramitar, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. O Ministério Público do Rio de Janeiro está formulando um pedido de quebra dos sigilos fiscais e bancários da dupla, que será […]

Da Redação Publicado em 06/05/2019, às 08h21

O ex-assessor Fabrício Queiroz e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). (Foto: Reprodução/Facebook)
O ex-assessor Fabrício Queiroz e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). (Foto: Reprodução/Facebook) - O ex-assessor Fabrício Queiroz e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). (Foto: Reprodução/Facebook)

Após um bom tempo parado, o processo investigativo contra o senador Flávio Bolsonaro e seu assessor e motorista, Fabrício Queiróz, deve voltar a tramitar, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

O Ministério Público do Rio de Janeiro está formulando um pedido de quebra dos sigilos fiscais e bancários da dupla, que será considerada formalmente investigada.

O filho de Bolsonaro, recentemente condecorado pelo próprio com a Ordem do Rio Branco por “seus serviços e méritos excepcionai” – a mais importante comenda do Itamaraty – chegou a entrar na Justiça, acusando o MPRJ de abrir seus dados ilegalmente.

A intenção era trancar a pré-investigação dos procuradores. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro indeferiu o pedido. O órgão também já havia anteriormente indeferido outras tentativas de atrasar ou anular as investigações na fase inicial.

Jornal Midiamax