Política

Major Olímpio renuncia e Eduardo Bolsonaro assume PSL em SP

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) anunciou nesta quarta-feira (1º) pelo Twitter que assumirá o comando do PSL em São Paulo, em substituição ao senador Major Olímpio (PSL-SP), que renunciou ao cargo no último sábado. O filho do presidente Jair Bolsonaro disse que sua principal missão será organizar o partido para as eleições municipais de […]

Evelin Cáceres Publicado em 02/05/2019, às 10h58

None

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) anunciou nesta quarta-feira (1º) pelo Twitterque assumirá o comando do PSL em São Paulo, em substituição ao senador Major Olímpio (PSL-SP), que renunciou ao cargo no último sábado.

O filho do presidente Jair Bolsonaro disse que sua principal missão será organizar o partido para as eleições municipais de 2020 e escolher quadros locais identificados “com as bandeiras conservadoras e de economia liberal”.

Olímpio nega qualquer tipo de pressão para deixar o comando do partido e já afirmou em entrevistas a agências de notícias que este era um acordo já feito desde dezembro, porque sua intenção é dedicar-se ao mandato.

No entanto, um grupo de parlamentares vinha pressionando o partido pela mudança, alegando dificuldades de interlocução com o então presidente da legenda. A mudança também é interessante para o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que é um antigo desafeto de Olímpio. Atualmente, a bancada do PSL é a maior da Assembleia Legislativa de São Paulo, com 15 parlamentares.

De acordo com Olímpio, um dos maiores desafios do novo presidente da legenda será garantir candidaturas competitivas a prefeitos nos municípios, onde, segundo ele, há muitos políticos interessados em assumir o PSL local para negociar com os políticos tradicionais, em vez de lançar novos projetos. O desafio é identificar candidaturas alinhadas ao novo projeto do partido.

(Com agências)

Jornal Midiamax