Política

Dizer que não tem candidato é precipitado, diz Rose sobre 2020

A um ano e meio das eleições municipais, a deputada federal Rose Modesto (PSDB) avalia como “precipitado” que os tucanos cogitem não ter candidatura própria na disputa pela Prefeitura da Capital. “Um partido do tamanho do PSDB com o governo na mão você simplesmente hoje faltando um ano e meio dizer que não tem candidato a […]

Danúbia Burema Publicado em 04/05/2019, às 12h15 - Atualizado em 05/05/2019, às 12h02

Deputada participa de evento do PSDB. Foto: Leonardo França
Deputada participa de evento do PSDB. Foto: Leonardo França - Deputada participa de evento do PSDB. Foto: Leonardo França

A um ano e meio das eleições municipais, a deputada federal Rose Modesto (PSDB) avalia como “precipitado” que os tucanos cogitem não ter candidatura própria na disputa pela Prefeitura da Capital.

“Um partido do tamanho do PSDB com o governo na mão você simplesmente hoje faltando um ano e meio dizer que não tem candidato a prefeito de Campo Grande eu acho um pouco precipitado”, afirmou na manhã deste sábado (4), durante da eleição para escolha do novo presidente do diretório estadual do partido, conforme já havia antecipado ao Midiamax.

A deputada diz entender o compromisso já feito do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) com prefeito Marquinhos Trad (PSD) e afirma que “isso o partido tem que respeitar”. Mas, vê distinção entre o acordo pessoal de Reinaldo e o posicionamento do diretório tucano.

No caso do partido, ela defende candidatura própria após aferição de nomes por meio de pesquisas com o eleitorado. Na avaliação da deputada federal tucana, o PSDB tem grandes quadros, grandes nomes.

“Eu acho que nós temos que fazer uma análise com o eleitor e nós temos mecanismos técnicos para isso, temos pesquisas”, pontuou.

Só em ano eleitoral

No evento do diretório PSDB na manhã deste sábado (04), Reinaldo defendeu que a eleição em Campo Grande seja objeto de discussão somente no ano eleitoral. “Temos um combinado eu e o Marcos que como nós estamos com enormes demandas, nós temos inúmeras obras, temos aí vivenciado momentos difíceis, nós vamos tratar de eleição municipal no ano da eleição que é 2020. Então a partir de abril do ano que vem nós vamos começar a discutir”, enfatizou o governador.

Jornal Midiamax