Política

Câmara não deve se rebaixar a ele, diz vereador sobre repúdio a Trutis

O vereador Papy (SD) declarou nesta quinta-feira (2) não terá assinado moção de repúdio contra o deputado federal Loester Trutis (PSL) por acreditar que a Câmara não deve ‘se rebaixar a ele’. Papy e Vinícius Siqueira (DEM) não assinaram a moção. “Desde que houve uma moção contra o Marun [Carlos Marun, ministro da Secretaria de […]

Evelin Cáceres Publicado em 02/05/2019, às 13h56 - Atualizado às 15h48

O vereador Papy, do SD (Foto: CMCG)
O vereador Papy, do SD (Foto: CMCG) - O vereador Papy, do SD (Foto: CMCG)

O vereador Papy (SD) declarou nesta quinta-feira (2) não terá assinado moção de repúdio contra o deputado federal Loester Trutis (PSL) por acreditar que a Câmara não deve ‘se rebaixar a ele’. Papy e Vinícius Siqueira (DEM) não assinaram a moção.

“Desde que houve uma moção contra o Marun [Carlos Marun, ministro da Secretaria de Governo], decidi que não votaria mais moção dessas contra ninguém. Faltou humildade do deputado e eu acho que a Câmara nem deveria se rebaixar a ele, a uma pessoa tão baixa. Então eu refleti bastante e decidi não votar mais. Peço compreensão dos colegas”, disse.

Vinícius Siqueira (DEM) afirmou que a declaração de Loester foi pessoal e não no Congresso e que, por isso, não assinou a moção. “Ele fazia stand up na lanchonete que ele tinha aqui, então tem uma postura mais apimentada nas redes sociais. Eu mesmo faço doações e nunca fiz moção de congratulação, eu acho que ajuda a fomentar mais doando do que apresentando moção”, opinou.

Mais cedo, a Câmara aprovou a moção de repúdio apresentada pelo vereador Wellignton (PSDB) ao deputado federal por uma postagem no Twitter. O deputado federal diz ‘ficar puto’ “com vereador/deputado que da uma “moção de congratulações” para um aluno/atleta. Pq ao invés de um pedaço de papel, não pega um pedaço do próprio ótimo salário e da um patrocínio. Isso seria reconhecimento. Eu faço isso. Ahhh… Enfia a moção no **’ (sic), afirma na postagem.

Jornal Midiamax