Política

Vereadores divergem sobre ‘ciumeira’ no PP com chegada de novos filiados

A filiação de novos quadros no Progressistas de Mato Grosso do Sul deixou descontentes alguns políticos do partido, que estariam sentindo-se ‘preteridos’, segundo um dos representantes da bancada do PP na Câmara de Campo Grande. Na sessão desta quinta-feira (3), o vereador Valdir Gomes (PP) afirmou que alguns correligionários estariam descontentes com as decisões da […]

Ludyney Moura Publicado em 03/05/2018, às 11h55

None

A filiação de novos quadros no Progressistas de Mato Grosso do Sul deixou descontentes alguns políticos do partido, que estariam sentindo-se ‘preteridos’, segundo um dos representantes da bancada do PP na Câmara de Campo Grande.

Na sessão desta quinta-feira (3), o vereador Valdir Gomes (PP) afirmou que alguns correligionários estariam descontentes com as decisões da direção do partido, conduzido em MS pelo ex-prefeito Alcides Bernal.

“Ele (Bernal) por pessoas de fora, o novo, e esqueceu os antigos do partido. Ele optou pelo os que estão chegando ao invés de uma Dharleng e um Cazuza, que poderiam ser candidatar a deputado, mas ele preferiu o novo”, disparou Valdir, que negou que pretenda disputar a eleição este ano.

Assim como ele, Dharleng Campos (PP), citada por Valdir, também não pretende disputar o pleito, mas negou que estivesse se sentido ‘preterida’. “Não é o meu caso”, limitou-se a dizer. Segunda ela, uma conversa com Bernal foi preponderante para sua decidir de não disputar eleição e seguir com cumprimento do mandato na Câmara.

O vereador Cazuza, que integra a executiva estadual do PP, afirma que o partido tem ‘espaço para todos’.  “O partido para crescer tem que abrir espaço para novas lideranças”, disse o parlamentar, que também é vice-presidente da Câmara.

Cazuza revelou que é pré-candidato a deputado estadual, mas que essa definição ainda depende do aval da sigla, que deve lançar como candidatos os recém filiados Gerson Claro, ex-diretor do Detran-MS, e Fael Cordeiro, ex-BBB.

Jornal Midiamax